Nestlé reforça estratégia de digitalização com centro de inovação e tecnologia

Dos R$ 763 milhões investidos no último ano no país, cerca de 40% refere-se à transformação digital e indústria 4.0.

Angelica Mari
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

A companhia de alimentos está sofisticando sua abordagem a inovação aberta para avançar sua reinvenção digital

Acessibilidade


A Nestlé inaugurou hoje (7) um centro de inovação e tecnologia no Parque Tecnológico São José dos Campos como parte de seu plano para avançar no desenvolvimento, teste e adoção de tecnologias emergentes.

O anúncio vem na esteira de um crescente foco da empresa em sua reinvenção tecnológica, que teve início em 2017. Desde então, foram criados processos de governança para o processo de modernização, no qual a companhia tem apostado recursos: no último ano, a Nestlé investiu R$ 763 milhões e cerca de 40% refere-se à transformação digital e indústria 4.0.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

Segundo executivos da empresa, o centro vai acelerar a pesquisa e desenvolvimento de inovações junto a atores do ecossistema como universidades, além de intensificar a interação com startups, através de desafios. A partir destes processos de inovação aberta, a companhia espera ampliar sua base de parceiros de tecnologia.

As inovações, que miram áreas como robótica colaborativa, inteligência artificial e biometria, serão concentradas inicialmente na fábrica de chocolates da companhia em Caçapava (SP), cidade próxima à São José dos Campos. A fábrica funciona como um campo de testes para a empresa, que replica o que deu certo por lá em suas outras unidades fabris no Brasil e nas Américas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Queremos trazer a era digital para as nossas fábricas, começamos isso em 2017 e evoluíamos muito, mas vimos que nos faltava um olhar externo: temos que ver o que acontece nas universidades, nas startups e nos conectar com os ambientes externos de inovação”, disse o vice-presidente da área técnica da Nestlé no Brasil, Luis Garcia, em evento virtual de inauguração do espaço com a imprensa.

Segundo Garcia, a Nestlé espera que de 70% a 75% de seus colaboradores nas fábricas terão seu trabalho modificado pela adoção de tecnologias sob o guarda-chuva de indústria 4.0, como automação e veículos autônomos. No médio prazo, a totalidade dos trabalhadores terá tido alterações na forma em que trabalham por conta de tecnologia.

LEIA MAIS: EXCLUSIVO: Nestlé e Facebook lançam bot para ajudar público 50+ com a tecnologia em tempos de isolamento social

“Todos terão que estar preparados para isso”, disse o executivo, ressaltando que a intenção é treinar funcionários para se adaptarem a estas mudanças, bem como aprender com os colaboradores sobre como a tecnologia pode ser adaptada para trazer melhores resultados para a operação no chão de fábrica.

A sofisticação das intenções de avanço tecnológico, que tiveram início com a criação da área de transformação digital chefiada por Carolina Sevciuc, também tocam outras partes da cadeia, segundo Garcia, desde o produtor rural até o consumidor. “Temos uma visão integrada [de inovação]”, ressalta Garcia.

A empresa não divulgou o valor investido no centro, que estava sendo desenvolvido há um ano. Além da Nexus, hub de inovação do Parque Tecnológico de São José dos Campos, que conecta a companhia com os atores do ecossistema de acordo com as necessidades da empresa, outro parceiro é a Aevo, plataforma de inovação em que é possível buscar e gerenciar startups, além de criar desafios para que a comunidade traga propostas de soluções.

Em paralelo ao lançamento, a Nestlé também abriu as inscrições para desafios para startups através da plataforma, em frentes como a criação de uma aplicação com inteligência artificial disponível para avaliação online nas linhas de produção de alimentos e bebida, soluções com foco em captura e monitoramento de comportamento de consumo e personalização em escala.

Angelica Mari é jornalista especializada em inovação há 18 anos, com uma década de experiência em redações no Reino Unido e Estados Unidos. Colabora em inglês e português para publicações incluindo a FORBES (Estados Unidos e Brasil), BBC e outros.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
You-Tu~TY]be
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: