Cisco e SENAI-SP lançam programa de inovação aberta para startups

A Cisco do Brasil e o SENAI-SP anunciaram uma parceria para fortalecer o ecossistema de inovação e desenvolver o empreendedorismo brasileiro. A iniciativa vai selecionar até cinco startups com projetos que empreguem as tecnologias pilares da Indústria 4.0.

Os interessados devem ter projetos em estágio inicial com soluções que impactem a cadeia da Indústria 4.0 nas seguintes áreas: otimização do processo produtivo, manutenção prescritiva e segurança e redução de riscos. O programa é equity free, ou seja, as únicas exigências para que as startups participem é a sinergia com um dos temas propostos e a dedicação durante todo o projeto.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

O Programa Inovação Aberta Cisco/SENAI-SP terá quatro fases. A fase 1 é a inscrição, que vai até o dia 31 de dezembro. Na fase 2 serão selecionadas as startups com os melhores projetos para a indústria. Seus representantes serão entrevistados via web conference para maior aprofundamento nos assuntos pertinentes à startup e ao programa.

A Fase 3 é de aceleração, com duração de até seis meses e duas etapas. Na primeira, a startup passará pelo processo de validação do seu modelo de negócio e solução. Em seguida, ela irá aprimorar a solução, com tecnologia definida e capaz de rodar uma Prova de Conceito (PoC). Já na quarta etapa, chamada de Demo Day, as startups participarão de um evento para apresentação dos projetos com palestras, pitch e bate-papo explorando a experiência vivida durante o programa e reconhecimento aos dois melhores projetos.

“Temos acompanhado a aceleração da digitalização em praticamente todos os segmentos da economia, mas precisamos continuar e amplificar a adoção das tecnologias habilitadoras da Indústria 4.0, como IoT e IA/ML, não apenas nas grandes, mas principalmente nas pequenas e médias indústrias. Precisamos democratizar o acesso e acelerar a adoção destas tecnologias no país, que podem representar ganhos de produtividade de pelo menos 30%”, diz Rodrigo Uchoa, diretor de transformação digital da Cisco do Brasil.

Durante a participação do programa, as startups selecionadas terão acesso a diversos recursos, como mentores e profissionais especializados em tecnologia, pesquisa e desenvolvimento; acesso aos 22 núcleos de tecnologia e 10 institutos de inovação; auxílio para elaboração de projetos voltados a editais de fomento, entre outros.

As startups também contarão com um espaço para trabalhar no UpLab, o hub de inovação e empreendedorismo do SENAI-SP, onde poderão modelar suas soluções e participar de provas de conceito com clientes reais, além de até 100 horas em serviços de desenvolvimento tecnológico do Instituto SENAI de Tecnologia.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).