Projetos da Amazônia terão financiamento facilitado por SITAWI

Iniciativas de aceleração, mentorias, financiamentos e colaboração.

Gabriela Arbex
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A SITAWI Finanças do Bem anunciou nova chamada a negócios de impacto socioambiental positivo, desta vez direcionada a organizações que geram renda para as comunidades da Amazônia e valorizam a conservação da floresta.

Os negócios selecionados irão participar de uma rodada de investimento pela Plataforma de Empréstimo Coletivo, iniciativa da SITAWI e do Instituto Sabin. A rodada amazônica acontecerá no contexto da PPA (Plataforma Parceiros pela Amazônia) e tem como parceiros estratégicos e financiadores a USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional), o CIAT (Centro Internacional de Agricultura Tropical) e o Instituto Humanize.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

Cada organização poderá captar entre R$ 200 mil e R$ 800 mil. O empréstimo coletivo possibilitará que os negócios de impacto da Amazônia tenham acesso a crédito a juros baixos, entre 6,5% e 7,5%, e pagamento em 36 meses, alavancando sua expansão e permitindo que impulsionem uma retomada verde da economia após a crise gerada pela pandemia do coronavírus.

Além do crédito com condições mais atrativas que o mercado, a equipe SITAWI realiza um acompanhamento mensal das organizações, que também terão acesso à nossa rede de mentores e voluntários que auxiliam no desenvolvimento da mesma .

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Para participar, as organizações de impacto socioambiental positivo atuando na Floresta Amazônica podem ter qualquer formato jurídico. Além disso é primordial possuírem uma missão de impacto socioambiental positivo, operação com modelo de negócios viável e capacidade de pagamento. Os interessados podem se inscrever até 8 de janeiro de 2021, e devem preencher um cadastro pela página da chamada. É fundamental descrever informações sobre a organização relacionadas a missão, receita, impacto, objetivo da captação, entre outros.

As organizações selecionadas irão captar pela Plataforma de Empréstimo Coletivo através do modelo Peer-to-Peer lending (P2P), segundo o qual a SITAWI e diversos investidores, em sua maioria pessoas físicas, emprestam dinheiro diretamente para negócios de impacto.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: