Guiabolso passa a ter acesso integrado aos dados de seus usuários do Bradesco

Atualmente, 1,5 milhão de clientes da fintech são correntistas do banco

Redação
Compartilhe esta publicação:
Carol Carquejeiro
Carol Carquejeiro

Thiago Alvarez, do Guiabolso: o maior beneficiário da integração é o cliente

Acessibilidade


Começou a funcionar esta semana a integração entre o Guiabolso e o Bradesco. A partir de agora, os usuários da fintech – proprietária de uma plataforma destinada a facilitar a vida financeira das pessoas – que são clientes do banco poderão utilizar o aplicativo sem precisar do token a cada acesso ou ação.

Em outubro do ano passado, o Bradesco fechou um acordo com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para encerrar a investigação de dois anos sobre supostas práticas anticompetitivas contra o aplicativo de finanças pessoais. Além da multa de R$ 23,8 milhões, o banco se comprometeu com o desenvolvimento das interfaces de conexão e também desistiu do processo contra o Guiabolso no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

O novo fluxo criptografado de conexão com a fintech já está disponível e pode ser acessado a partir das versões Android 4.2.1 e iOS 6.3.0 do aplicativo do Bradesco. “Temos mais de 6 milhões de usuários cadastrados, sendo que 1,5 milhão são correntistas do Bradesco. É fundamental que essas pessoas tenham os mesmos serviços e direitos que os nossos outros usuários e que clientes de outros bancos”, diz Thiago Alvarez, fundador e CEO do Guiabolso.

Para o empreendedor, que também é membro conselheiro do Banco Central em assuntos de open banking e diretor da ABCD (Associação Brasileira de Crédito Digital), os maiores beneficiados com essa integração são os clientes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Hoje, com a Lei Geral de Proteção de Dados, a implementação do open banking e o fato de o usuário ser o dono das suas próprias informações, temos um cenário bem diferente e alinhado com os avanços tecnológicos”, diz.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: