Nissan acelera transição para veículos elétricos na China

VCG/Getty Images
VCG/Getty Images

A diretoria da Nissan e a de sua joint venture na China Dongfeng Motor Company apoiaram o plano

A Nissan Motor está acelerando o lançamento de veículos elétricos na China sob sua marca principal e sua marca local, Venucia, enquanto revisa sua estratégia no maior mercado automotivo do mundo, disseram quatro fontes à Reuters.

Além do foco em veículos mais ecológicos, o plano envolve o uso de mais peças e tecnologias feitas localmente para reduzir custos e ajudar a montadora japonesa a competir melhor com empresas chinesas de custo mais baixo e grandes rivais globais, disseram as fontes.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

A estratégia da China é um pilar fundamental da recuperação da Nissan, que envolve o foco na produção de carros lucrativos para a China, Japão e Estados Unidos, em vez de perseguir o crescimento global como fez sob o comando de seu ex-chefe Carlos Ghosn.

“Antes, estávamos dizendo global, global, global e a China era apenas parte dessa estratégia”, disse uma das quatro pessoas familiarizadas com os planos.

“Com a regionalização agora substituindo a globalização, temos que melhorar a competitividade de custos de todos os componentes e tecnologias que entram em um carro, focando totalmente no local”, disse a fonte.

Tanto a diretoria da Nissan quanto a diretoria de sua joint venture na China Dongfeng Motor Company apoiaram o plano e alguns elementos da nova estratégia serão revelados em um evento em Xangai em abril, disseram as fontes.

A Nissan planeja lançar três carros na China este ano: o novo crossover Ariya totalmente elétrico, uma reformulação significativa de seu SUV X-Trail e o carro compacto híbrido Sylphy, que utiliza sua tecnologia e-Power, disseram as fontes.

Pelo menos um carro novo da Nissan chegará ao mercado chinês a cada ano até 2025, com a maioria sendo totalmente elétricos ou híbridos equipados com tecnologia de direção autônoma e inteligente, disseram as fontes.

VEJA TAMBÉM: Ambev fecha acordo com startup FNM e Agrale para 1 mil veículos elétricos

Duas das fontes disseram que o plano também envolve transformar a Venucia mais em uma marca de veículos elétricos (EVs) acessíveis, embora os detalhes ainda estejam sendo discutidos. A ideia é colocar o preço dos novos EVs da Venucia bem abaixo de seu veículo elétrico mais barato – o e30 – que custa a partir de 61.800 iuanes (US$ 9.540).

A Nissan se recusou a comentar sobre sua futura estratégia de produtos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).