Samsung lança novo Galaxy S mais cedo que o habitual

SOPA Images/Getty Images
SOPA Images/Getty Images

O Galaxy S21 é compatível com redes 5G

A Samsung Electronics apresentou ontem (14) o primeiro Galaxy S com uma caneta S Pen, mais de um mês antes do seu cronograma anual de lançamento para modelos de sua linha premium de smartphones.

Analistas disseram que oferecer uma caneta dentro da série Galaxy S21 pode sinalizar que a gigante de tecnologia sul-coreana irá fundir a linha S com sua outra linha de smartphones premium, o Note, já equipado com uma caneta para anotações. Isso pode liberar recursos para a Samsung impulsionar sua linha de telefones dobráveis de última geração como produtos de massa essenciais, em vez de dispositivos de nicho.

Siga todas as novidades da Forbes Insider no Telegram

A Samsung também busca conquistar participação de mercado após a chinesa Huawei ser atingida por sanções dos EUA que restringiram seu fornecimento e prejudicaram suas vendas, disseram analistas.

O lançamento antecipado do Galaxy S21 é uma tática provável para capitalizar os problemas da Huawei, disse Sujeong Lim, analista da Counterpoint Research. Novos modelos do Note normalmente são anunciados na segunda metade do ano.

Nos Estados Unidos, a faixa de preços do Galaxy S21 começa em US$ 799,99, com a versão S21 Plus custando US$ 999,99 e o S21 Ultra sendo vendido a US$ 1.199,99.

A linha estará amplamente disponível a partir de 29 de janeiro no site da Samsung, em operadoras e varejistas online, disse a companhia.

Com o chip de processamento mais avançado de qualquer dispositivo Galaxy, o S21 é compatível com redes 5G. O smartphone mais caro da linha, o Ultra – a única versão compatível com a caneta S Pen, que deve ser comprada separadamente – possui uma câmera traseira de quatro lentes que permite diferentes ângulos e fotos com zoom.

VEJA TAMBÉM: Saiba quais foram os aplicativos mais baixados – e os mais lucrativos – de 2020

A Samsung planeja oferecer a caneta com outros dispositivos, disse TM Roh, chefe de comunicações móveis da empresa.

A série S21 é alimentada pelos chips Snapdragon 888 da Qualcomm ou pelos chips Exynos 2100 da própria Samsung, dependendo da região. A Qualcomm disse em dezembro que os chips 5G serão fabricados pela unidade de chips da Samsung. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).