Tmov, marketplace de cargas da Sotran, recebe investimentos de R$ 100 milhões

Aporte vai viabilizar o crescimento da plataforma, que conta atualmente com 60 mil usuários ativos .

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Charlie Conner, CEO da Sotran Logística: parte do aporte será usado para escalar a plataforma

Acessibilidade


A Sotran, logtech do setor de transporte rodoviário de cargas para o agronegócio, anunciou hoje (18) um investimento de R$100 milhões liderado pelo Arlon Group, fundo de private equity norte-americano, e pelo Grupo Fitpart.

Parte do aporte será usado para impulsionar em 70% o número de contratações para a área de tecnologia da empresa, enquanto outra vai escalar o marketplace, ampliando e fidelizando a base de motoristas e permitindo o lançamento de produtos digitais focados em caminhoneiros, embarcadores e transportadoras.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

O mercado brasileiro de logística, estimado em US$ 70 bilhões por ano, movimenta cerca de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Com o crescimento expressivo do segmento no ano passado, apoiado pelas mudanças tecnológicas aceleradas, a exigência por profissionais capacitados também aumentou, assim como as redes de transportes rodoviários para dar conta da competitividade.

Nesse cenário, a Sotran tem como meta abrir o caminho digital para um futuro melhor para os caminhoneiros. Com a criação do Tmov, seu marketplace de agronegócio, a empresa conecta motoristas às cargas em tempo real e em todo território nacional em poucos cliques e de forma automatizada, oferecendo uma gestão completa da logística, com velocidade e precisão nas entregas, incluindo gerenciamento de risco, meio de pagamento e serviços financeiros para cerca de 60 mil caminhoneiros que utilizam a plataforma mensalmente.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Fundada em 1985 por Ruber e Rosler Dallamaria, a empresa nasceu com foco na terceirização e na prestação de serviços de transporte. Como uma aposta em tecnologia, o aplicativo do Tmov veio em 2018, conectando caminhoneiros, transportadoras e empresas do agronegócio.

Graças à plataforma e à atuação da empresa com foco na digitalização da jornada de sua base de mais de 180 mil caminhoneiros, a receita da Sotran cresceu 201% de 2019 para 2020. No ano passado, o faturamento atingiu R$ 1,3 bilhão, e a estimativa é crescer 40% em receita em 2021.

Com sua tecnologia, a Sotran atende o mercado com soluções tanto para as transportadoras digitais quanto para as empresas que oferecem um conceito de arquitetura aberta para anúncio online de cargas. “Nos últimos anos, tivemos muito sucesso em alavancar tecnologia para aumentar a receita e o lucro dos milhares dos motoristas que utilizam a nossa plataforma a cada mês. E no processo, reinventamos a jornada, trazendo maior visibilidade e transparência na cadeia para os nossos clientes embarcadores. Com este aporte, vamos ter recursos para expandir a nossa base e investir ainda mais no nosso principal produto, o Tmov, agora em soluções de marketplace para embarcadores e transportadoras”, afirma Charlie Conner, CEO da Sotran Logística.

Com forte presença nos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiânia, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Santa Catarina, em 2017 o Tmov carregou mais de 300 mil caminhões, o que representa mais de 1.300 caminhões por dia. Atualmente, o aplicativo soma mais de 100 mil downloads, 60 mil usuários ativos  mensalmente e mais de 75 mil contas no cartão de débito da plataforma. A expectativa da Sotran é continuar investindo em produtos digitais e na expansão da base de caminheiros para o transporte rodoviário de cargas, que representa mais de R$ 400 bilhões no país. Só o setor de agro rodoviário corresponde a R$ 40 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: