Vazamento da Apple explica choque com o iPhone 13

Reprodução Forbes
Reprodução Forbes

Nova linha, que deve passar dos US$ 1.000, prevê displays ProMotion de 120 Hz apenas nas versões Pro e Pro Max

A nova linha iPhone 13, da Apple, está chegando mais cedo do que o esperado e, embora não existam dúvidas em relação à principal atualização, há muita confusão sobre o design, até então considerada uma decisão controversa da gigante de tecnologia.

Segundo o respeitado site de tecnologia “The Elec”, a plano da Apple é limitar os novos displays ProMotion de 120 Hz ao iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max, apesar de o preço da nova linha provavelmente passar dos US$ 1.000.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

O site especializado explica, ainda, que a Apple optou por equipar os modelos iPhone 13 Pro com as mais modernas placas de circuito impresso flexível (RFPCB) da Samsung. Essas placas apresentam painéis OLED de transistor de filme fino (TFT) de óxido policristalino de baixa temperatura (LTPO), capazes de proporcionar taxas de atualização variáveis de 1-120Hz. Esses painéis de baixo consumo de energia permitem que a Apple empregue sua tecnologia ProMotion de 120 Hz para a linha iPhone pela primeira vez.

Mais controverso é o fato de a “The Elec” confirmar vazamentos anteriores de que a Apple não oferecerá a tecnologia ProMotion nas versões iPhone 13 e iPhone 13 Mini, uma vez que a empresa decidiu usar placas FPCB de “valor inferior”, que não suportam LTPO.

Mas por que isso é tão controverso? Em primeiro lugar, as telas com altas taxas de atualização se tornaram comuns em muitos smartphones Android de nível intermediário. Em segundo lugar, o iPhone 13 será vendido, ao que tudo indica, por mais de US$ 1.000 – levando em consideração que o iPhone 12 de 256 GB já custa US$ 979 sem carregador ou fones de ouvido. E, por fim, a Apple acaba de reportar resultados financeiros recordes com suas maiores margens de lucro em quase uma década.

LEIA MAIS: Apple supera expectativas de Wall Street e anuncia recompra de US$90 bilhões em ações

Por outro lado, sabemos que todos os quatro novos modelos do iPhone 13 trarão muitas novidades, incluindo novas câmeras traseiras que prometem levar a experiência fotográfica a “outro nível”, modems 5G de última geração, wi-fi totalmente novo (considerado o melhor dos últimos 20 anos), atualizações da MagSafe que aumentaram significativamente a eficiência de energia e sugerem uma melhor vida útil da bateria e, finalmente, o notch – área na parte frontal que acomoda câmera ou sensores – será reduzido.

Combine tudo isso com relatos de que a produção da linha iPhone 13 está muito adiantada e temos a receita perfeita para uma grande expectativa.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).