YouTube anuncia US$ 100 milhões para fomentar novo recurso de vídeos Shorts

Lucy Nicholson/Reuters
Lucy Nicholson/Reuters

Esse investimento chega no momento em que as plataformas lutam para atrair jovens criadores de vídeos curtos à la TikTok

O YouTube anunciou hoje (11) um fundo de US$ 100 milhões para pagar criadores de conteúdo que fazem vídeos de sucesso em seu novo recurso de vídeos curtos Shorts, com a intenção de atrair mais influenciadores.

O fundo será lançado nos próximos meses e pagará os criadores neste ano e em 2022, disse o YouTube, que pertence à Alphabet.

LEIA TAMBÉM: Clubhouse lança versão para Android em resposta a queda nos downloads

Esse investimento chega no momento em que as plataformas lutam para atrair jovens criadores, que estão conquistando muitos fãs – e um grande potencial de ganhos – ao filmar pequenos vídeos cômicos e dancinhas virais.

O aplicativo TikTok deu início à tendência de vídeos curtos e foi rapidamente copiado por outras plataformas, como o Reels no Instagram, que é de propriedade do Facebook, o Spotlight do Snapchat e o Shorts do YouTube.

O YouTube disse que o novo fundo pagará mensalmente milhares de criadores cujos vídeos curtos recebam mais engajamento do público. Ele ainda acrescentou que começará a testar anúncios nos Shorts.

Diante do aumento de competição no mercado de vídeos curtos, as plataformas têm usado fundos para criadores como uma forma de atrair mais usuários. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).