Google vai usar chips da AMD em serviços de computação em nuvem

NurPhoto/GettyImages
NurPhoto/GettyImages

Provedores de computação em nuvem como Google stão entre os maiores compradores de chips especializados para centrais de dados

AMD e Google Cloud anunciaram hoje (17) que o Google vai oferecer serviços de computação em nuvem baseados no mais recente chip dedicado para data centers da AMD, o que deve ampliar a captura de mercado da rival Intel.

Provedores de computação em nuvem como Google, Amazon.com e Microsoft estão entre os maiores compradores de chips especializados para centrais de dados e fornecem serviços mediante aluguel de poder de processamento derivada dos chips que utilizam em suas infraestruturas.

LEIA TAMBÉM: Google oferece atualização paga para empresas que usam Gmail

O Google disse hoje que vai começar a oferecer serviços baseados no chip Milan da AMD, lançado em março. A empresa afirmou que clientes como Snap e Twitter estão testando os novos serviços baseados nos chips da AMD.

A Intel anunciou em abril o chip Ice Lake, rival do Milan, e afirmou que grandes provedores de serviços de computação em nuvem iriam utilizá-lo. A Intel, porém, não informou quando o Google vai começar a oferecer serviços baseados no Ice Lake. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).