IBM, W3.Care, Magalu & Muito Mais

Veja as novidades de tecnologia, inovação e transformação digital

Redação
Compartilhe esta publicação:

TENDÊNCIAS INTERNACIONAIS

Acessibilidade


Reino Unido soma 84 milhões de horas de games jogados em 2020

O isolamento social contribui para um aumento sem precedentes no tempo em que as pessoas passam jogando games online. No Reino Unido, foram mais de 84 milhões de horas jogadas em 2020, equivalente a 3.500 dias, segundo uma pesquisa da Green Man Gaming, varejista e editora global de jogos.

De acordo com o levantamento, muitas pessoas optaram pelos games durante a pandemia como uma forma de lidar com a solidão e socializar, mesmo que virtualmente, com outros jogadores. A pesquisa indica que 94% dos entrevistados que vivem sozinhos aumentaram o tempo de jogo para interagir com outras pessoas, e 30% disseram que os jogos os ajudaram a se sentir menos solitários. Mais de um quarto disse que o jogo era sua única forma de socialização durante os bloqueios, e 42% citaram o alívio da depressão ou ansiedade como a principal razão para aumentarem as horas jogadas.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

Os games também parecem ter sido uma forma de manter as crianças conectadas, com 80% dos pais dizendo que seus filhos aumentaram o tempo de jogo, e 45% citando os games como a forma de seus filhos manterem o contato com os amigos. Cerca de 21% deles admitiram que sua atitude em relação aos jogos mudou para melhor desde o início da crise sanitária, enquanto 28% revelaram notar as habilidades que seus filhos estão aprendendo através dos jogos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Veja, na galeria de fotos a seguir, o que mais aconteceu na última semana no setor de tecnologia e inovação:

  • Chad Baker/Getty Images

    TENDÊNCIAS NACIONAIS

    IBM registra crescimento em sistemas baseados em inteligência artificial

    Cerca de 40% dos profissionais de TI no Brasil afirmam usar IA (inteligência artificial) em seus negócios, de acordo com a pesquisa Global AI Adoption Index 2021 divulgada pela IBM. O estudo aponta, ainda, que 60% desses profissionais alegam que as necessidades de negócios estão impulsionando a adoção de IA nas empresas, e 37% afirmam que, devido à pandemia, intensificaram o foco no atendimento ao cliente.

    Segundo a empresa, a adoção de IA para assistentes virtuais baseados na plataforma IBM Watson Assistant dobrou entre janeiro e dezembro de 2020. O sistema une inteligência artificial e machine learning para aprimorar o treinamento do assistente virtual, capaz de entender diferentes contextos, buscar respostas em uma base de conhecimento, reconhecer quando precisa de mais detalhes e quando é preciso direcionar a necessidade para um agente humano.

    “Conforme as organizações mudam para um mundo pós-pandêmico, vemos a IA como uma grande aliada para ajudar as empresas a automatizar processos, aumentar a confiança e compreender a linguagem dos negócios. Esses recursos são essenciais para transformar a experiência do cliente e ajudar as empresas a saírem mais fortes da pandemia”, afirma Marcela Vairo, diretora de data, AI apps e automação da IBM Brasil.

  • Yoshiyoshi Hirokawa/Getty Images

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    W3.Care registra mais de 4.000 consultas por meio da telemedicina

    A W3.Care, healthtech com foco no desenvolvimento de tecnologias com inteligência artificial para atendimento de urgência e emergência, revelou, com exclusividade à Forbes, que – somente no último ano – mais de 4 mil consultas foram realizadas por meio da TeleCare. Com a proposta de ser um canal aberto e seguro entre profissionais de saúde e pacientes, a plataforma de telemedicina disponibiliza consultório virtual próprio para os médicos, atendimentos para todos os tipos de especialidades e gestão dos dados operacionais do serviço em tempo real. Em 2020, a startup chegou ao marco de 600 mil pacientes atendidos, e hoje conta com mais de 250 médicos cadastrados na plataforma.

  • metamorworkd/Getty Images

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Fintech brasileira expande as atuações na Europa

    A BRITech, fintech que oferece soluções em tecnologia para o ecossistema de gestão de investimentos, está expandindo seu negócio para mais três países: Alemanha, Áustria e Suíça. Baseada em um modelo de negócios Saas (software as a service), a empresa possibilita a distribuição de fundos, controle de carteiras, espelhamento de fundos, riscos de liquidez e mercado, compliance e terceirização de backoffice. A fintech já está presente na Inglaterra, Espanha, Holanda, Chile, Estados Unidos, México e Itália, entre outros. A expectativa é crescer 134% até o final do ano.

  • Holloway/Getty Images

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Mitsubishi lança parceria com Sem Parar

    A Mitsubishi Motors anunciou uma parceria inédita com o Sem Parar para que todos os modelos comercializados pela marca no Brasil sejam equipados com o adesivo do sistema de pagamentos automáticos em pedágios, estacionamentos, serviços de drive-thru e postos de combustível, entre outros. A parceria faz parte do programa Mit4You, que prevê uma série de vantagens aos clientes da montadora.

  • krisanapong-detraphiphat/Getty Images

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Melhortaxa lança comparador online de consórcios imobiliários

    Criada inicialmente como uma plataforma digital de crédito imobiliário, a Melhortaxa está estreando também no ramo dos consórcios, com serviços gratuitos para todos os públicos, tanto para financiamento quanto para refinanciamento. Para isso, a empresa lançou uma plataforma online que simula as melhores condições para o financiamento imobiliário e disponibiliza a proposta ideal para as condições do cliente. No ano passado, a startup registrou R$ 1 bilhão em contratos de crédito efetivados desde a sua fundação, em 2013. A expectativa para 2021 é triplicar a receita.

  • Poike/Getty Images

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Plataforma de e-commerce facilita compras na Amazon, Aliexpress e eBay no Brasil

    Com o objetivo de transformar as compras internacionais feitas pela internet em transações mais fáceis e seguras, a Zipy chegou no Brasil em janeiro deste ano oferecendo em seu portfólio produtos de três gigantes: Amazon, Aliexpress e eBay. Para isso, o site reúne catálogos destes e-commerces e disponibiliza, em português, informações como o nome do produto, descrição e valores em reais. As compras podem ser feitas em moeda local, via boleto bancário e cartão de crédito nacional. O site também disponibiliza uma seção de produtos abaixo de R$ 10 para atrair novos clientes, rastreamento de pedidos internacionais, equipe de suporte local personalizada para auxiliar as compras e atendimento via Whatsapp. O Brasil é o primeiro país da América Latina a contar com o serviço da startup israelense.

  • Blue Planet Studio/Getty Images

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    VR Benefícios reduz em 17% tempo de atendimento ao cliente com omnichannel

    A VR Benefícios dedicou o último ano para implementar o omnichannel em suas operações, integrando todos os seus canais de atendimento e permitindo que o cliente escolha por onde quer receber o serviço: site, aplicativo, WhatsApp, telefone, e-mail ou Facebook. O sistema atua juntamente com a base de dados da empresa e o uso de inteligência artificial, e possibilita que a VR acompanhe toda a jornada do cliente. Graças à transformação digital, a empresa registrou uma redução de 17% no tempo de atendimento ao cliente, otimizando a experiência.

  • Divulgação

    O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Startup brasileira de lojas autônomas se prepara para o mercado global

    Criada em 2019 no interior de São Paulo, a Onii oferece lojas de conveniência automatizadas para condomínios e prédios comerciais. Após a instalação da plataforma em 160 espaços, a startup tem um plano de expansão nacional e internacional com base em investimento em tecnologia e parcerias com grandes empresas. No Brasil, o objetivo é chegar ao fim do ano com 500 lojas em funcionamento. No exterior, a Onii já opera em Portugal, Chile, Espanha, Estados Unidos e Emirados Árabes. A expectativa é entrar também no Qatar, Japão, Moçambique, Angola, Colômbia, Argentina, Itália e Inglaterra. Entre as parceiras, a Onii conta com o apoio da Adyen, plataforma de pagamentos online que fornece a tecnologia necessária para replicar a experiência da startup brasileira em inúmeros países, independentemente da moeda corrente.

  • Yuichiro Chino/Getty Images

    CRESCIMENTO

    Fintech registra salto de quase 70% em solicitação de cartões

    A FortBrasil, fintech de serviços e soluções financeiras especializada na administração de cartões private label co-branded, garantiu um crescimento de 68% no número de solicitações entre janeiro e março de 2021 comparado ao ano anterior. Enquanto em 2020 foram solicitados pouco mais de 260 mil cartões, nos primeiros meses de 2021 o número saltou para mais de 440 mil. A empresa possui mais de 3.400 lojas por todo o Brasil e oferece crédito para aproximadamente 2,1 milhões de pessoas, disponibilizado para o público final (B2C), principalmente das classes C e D.

  • Teera Konakan/Getty Images

    CRESCIMENTO

    GFT Brasil cresce 44% em euros nas receitas de 2020

    No ano passado, a provedora de serviços de TI e engenharia de software GFT Brasil teve uma receita de € 445 milhões e um EBT (lucro antes dos juros e tributos) de € 14,11 milhões. Segundo a empresa, houve um aumento de 44% das receitas em euros ao longo do ano, apesar dos efeitos cambiais negativos resultantes da desvalorização do real. A companhia também conseguiu ampliar a sua presença global com a abertura de um novo centro de delivery no Vietnã, fortalecendo sua presença na região Ásia-Pacífico. As tecnologias de crescimento rápido – DLT/blockchain, inteligência artificial, análise de dados, nuvem e DevOps – atingiram uma participação na receita total de 42%.

  • Flashpop/Getty Images

    PRÊMIOS E RECONHECIMENTOS

    BIO Digital terá cinco startups brasileiras focadas no tratamento de doenças

    O BH&P (Brazilian Pharma & Health) e a Biominas já finalizaram o mapeamento das startups que apresentarão suas inovações no BIO Digital 2021, evento de biotecnologia que será realizado na próxima semana. As cinco empresas escolhidas – PHP Biotech, Bioptamers, RT Medical Systems, GlucoGear e Gntech Exames – estão desenvolvendo tecnologias promissoras para o tratamento de doenças diversas. “Todas estas startups têm em comum a busca incessante por investimentos para continuarem a desenvolver suas pesquisas inovadoras. Por isso, é muito importante que mostrem suas novas tecnologias no evento”, diz Norberto Prestes, presidente executivo da ABIQUIFI (Associação Brasileira da Indústria de Insumos Farmacêuticos), que desenvolve o projeto BH&P, de estímulo e internacionalização das empresas do setor, em parceria com a Apex-Brasil.

  • Yulia Reznikov/Getty Images

    AQUISIÇÕES

    Magalu compra processadora de cartões Bit55

    O Magalu, maior ecossistema de compra e venda do país, anunciou ontem (8) a aquisição da Bit55, uma plataforma de tecnologia para processamento de cartões de crédito e débito na nuvem. Com a compra, a varejista pretende expandir seu setor financeiro e oferecer mais autonomia no desenvolvimento de cartões, além de complementar os serviços oferecidos pela recém-adquirida Hub Fintech. “A nova aquisição faz parte das iniciativas de fortalecimento do setor de fintech da companhia e é mais um importante passo na estratégia de digitalização”, diz Robson Dantas, diretor de fintech do Magalu. O valor da compra não foi divulgado.

  • zf L/Getty Images

    IMPACTO SOCIAL

    Vivo quer reciclar mais de 1,5 milhão de modens e decoders de TV em 2021

    A Vivo está lançando uma nova etapa do movimento Recicle com a Vivo, destinado à coleta, recondicionamento e reciclagem de modens e decodificadores dos serviços de banda larga e TV. A proposta é sensibilizar clientes que possuem estes equipamentos sem uso, para que realizem a devolução e garantam destinação adequada dos aparelhos. A expectativa é chegar ao fim de 2021 com mais de 1,5 milhão de equipamentos recondicionados, que retornarão ao mercado cumprindo todos os padrões de segurança e em boas condições de uso. Por meio de campanhas em seus canais digitais e uso de sua inteligência artificial, a Aura, a operadora pretende mostrar como é feita a recuperação e reciclagem dos equipamentos, contribuindo para o processo de abordagem e sensibilização dos clientes. Quem possui aparelhos sem uso poderá solicitar o recolhimento em casa, através do site da Vivo, ou levá-los até uma das 1.600 lojas da operadora em todo o país. A cada mês, a empresa recolhe e recupera mais de 100 mil destes equipamentos, que passam por atualização de software, reparos técnicos e estéticos. O que não pode ser recuperado é destinado à reciclagem por empresas especializadas.

  • Lalocracio/Getty Images

    TECNOLOGIA DO BEM

    Primeiro aplicativo exclusivo para pessoas com DIU chega ao Brasil

    Para solucionar as dúvidas relacionadas ao uso do DIU (dispositivos intrauterinos), principalmente durante o período de adaptação, a área de saúde feminina da farmacêutica Bayer lançou, este mês, o primeiro aplicativo do mercado dedicado às usuárias. Batizada de MeuDIU, a ferramenta é gratuita, baseada em inteligência artificial e programada para fazer uma previsão sobre o ciclo menstrual de acordo com os dados fornecidos no app. Com mais de 70% de precisão, a plataforma tem o objetivo de proporcionar mais segurança e praticidade a quem optar pelo método como aliado na contracepção. Para acessar a plataforma é necessário inserir um código pessoal e intransferível, fornecido pelo médico ginecologista.

  • FG Trade/Getty Images

    TECNOLOGIA DO BEM

    TIM atualiza teclado consciente contra o preconceito LGBTQ+

    O Teclado Consciente TIM é um app que alerta os usuários sobre o uso de palavras e expressões discriminatórias em seu dia a dia, explica a origem e sugere substituições de termos. Esta semana, a ferramenta foi atualizada, com a inclusão de termos LGBTfóbicos como parte das iniciativas da operadora para o Mês do Orgulho LGBT. Na nova versão – disponível gratuitamente para smartphones iOS e Android – foram inseridas cerca de 500 palavras e frases preconceituosas, como “sapatão”, “baitola” e “traveco”. O app foi criado para a TIM pela BETC HAVAS em parceria com a consultoria Vírgula.

Chad Baker/Getty Images

TENDÊNCIAS NACIONAIS

IBM registra crescimento em sistemas baseados em inteligência artificial

Cerca de 40% dos profissionais de TI no Brasil afirmam usar IA (inteligência artificial) em seus negócios, de acordo com a pesquisa Global AI Adoption Index 2021 divulgada pela IBM. O estudo aponta, ainda, que 60% desses profissionais alegam que as necessidades de negócios estão impulsionando a adoção de IA nas empresas, e 37% afirmam que, devido à pandemia, intensificaram o foco no atendimento ao cliente.

Segundo a empresa, a adoção de IA para assistentes virtuais baseados na plataforma IBM Watson Assistant dobrou entre janeiro e dezembro de 2020. O sistema une inteligência artificial e machine learning para aprimorar o treinamento do assistente virtual, capaz de entender diferentes contextos, buscar respostas em uma base de conhecimento, reconhecer quando precisa de mais detalhes e quando é preciso direcionar a necessidade para um agente humano.

“Conforme as organizações mudam para um mundo pós-pandêmico, vemos a IA como uma grande aliada para ajudar as empresas a automatizar processos, aumentar a confiança e compreender a linguagem dos negócios. Esses recursos são essenciais para transformar a experiência do cliente e ajudar as empresas a saírem mais fortes da pandemia”, afirma Marcela Vairo, diretora de data, AI apps e automação da IBM Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: