Ambev é a empresa que mais pratica inovação aberta no Brasil

Divulgação
Divulgação

Eduardo Horai, CTO da Ambev: “Nosso ecossistema de startups foi, e continua sendo, fundamental para que a gente traga inovação para todo o nosso negócio”

A plataforma brasileira de inovação aberta 100 Open Startups divulgou hoje (23) o ranking “Top 100 Open Corps 2021”, que reconhece as corporações que mais praticaram inovação aberta com startups no último ano. Segundo a companhia, que realiza o levantamento anualmente, o número de open startups saltou de 13.092 para 18.355 no período, acompanhado de um aumento de 96% nos relacionamentos declarados por corporações e startups, que cresceram de 13.433 para 26.348 de 2020 para 2021.

Segundo a pesquisa, o número de corporações que tiveram contratos de open innovation com startups subiu 96%, de 1.968 em 2020 para 3.334 em 2021. Nesse contexto, a plataforma escolheu as 100 empresas do setor para compor o ranking, que tem a Ambev na primeira colocação, e ArcelorMittal, BMG, BASF e Nestlé completando o top 5.  “Estamos passando por um verdadeiro processo de transformação de negócio e cultura. Cada vez mais, vemos na tecnologia uma fortaleza para solidificar nosso mercado. Nosso ecossistema de startups foi, e continua sendo, fundamental para que a gente traga inovação para todo o nosso negócio”, comenta Eduardo Horai, CTO da Ambev. 

LEIA TAMBÉM: Ambev investe em startup que produz embalagens a partir de rejeitos agrícolas

O ranking revela que cerca de 80% dos acordos de open innovation registrados no último ano baseavam-se na transferência de recursos da empresa maior à startup. O valor médio desses contratos cresceu de R$ 140 mil para R$ 270 mil. No mesmo período, o valor total de contratos de open innovation entre corporações e startups em estágio inicial foi de R$ 2,2 bilhões.

O levantamento também analisou os setores que mais fazem open innovation no Brasil, com destaque para os de serviços de bens de consumo e alimentação, serviços financeiros e serviços profissionais. 

Veja, a seguir, as 20 primeiras que mais praticam open innovation segundo levantamento da 100 Open Startups:

  1. Ambev
  2. ArcelorMittal
  3. BMG
  4. BASF
  5. Nestlé
  6. Stefanini
  7. Natura
  8. Unimed Brasil
  9. Raízen
  10. Suzano
  11. Bradesco
  12. Vale
  13. Porto Seguro
  14. Grupo Boticário
  15. Saint-Gobain
  16. Cogna
  17. BRF
  18. Gerdau
  19. EDP
  20. Unilever

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).