Aplicativo mexicano de entrega Justo chega ao Brasil

A expansão é impulsionada por um investimento inicial de US$ 40 milhões.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Marko Geber/Getty Images
Marko Geber/Getty Images

O aplicativo se beneficiou de um aumento no período de pandemia para entregas online de produtos que vão desde alimentos frescos a materiais de limpeza

Acessibilidade


O aplicativo da startup de entrega de alimentos a produtos de limpeza Justo foi lançado no Brasil com um investimento inicial de US$ 40 milhões, disse hoje (2) a empresa.

A startup afirmou que levantou mais de US$ 100 milhões em capital para expandir no México antes do lançamento em São Paulo, onde pretende atingir 1 milhão de brasileiros e gerar entre 3.000 e 5.000 empregos nos primeiros dois anos.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

“O Brasil representa uma grande oportunidade, mas também um grande desafio devido ao tamanho e complexidade do mercado local, mas não tenho dúvidas de que com o talento e a paixão … teremos muito sucesso”, disse o fundador e presidente-executivo, Ricardo Weder, em um comunicado.

Fundado há um ano e meio, o Justo se beneficiou de um aumento no período de pandemia para entregas online de produtos que vão desde alimentos frescos a materiais de limpeza.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa disse que teve um crescimento exponencial de 800% no último ano no México, onde opera na Cidade do México e nas cidades de Queretaro, Guadalajara e Puebla.

Ao contrário de aplicativos como Cornershop e Rappi, que enviam mensageiros para buscar comida em lojas físicas, a Justo mantém seu próprio estoque de mercadorias, que envia direto de seus depósitos para a casa dos clientes. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: