Robótica pode gerar US$ 260 bilhões, hub Zlabs, XP Investimentos & Muitos Mais

Veja as novidades de tecnologia, inovação e transformação digital.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


TENDÊNCIAS INTERNACIONAIS

Robótica pode gerar até US$ 260 bilhões em 2030

O mercado global de robótica deve saltar de US$ 25 bilhões em 2021 para até US$ 260 bilhões em 2030, de acordo com o novo levantamento do BCG (Boston Consulting Group). Segundo a instituição, o incremento será impulsionado por inovações de empresas e startups, avanços tecnológicos e mudanças no comportamento do consumidor.

A consultoria estima que os robôs de serviço devem se tornar os líderes do setor no final da década, representando entre U$S 90 bilhões e US$ 170 bilhões do faturamento global. Os próximos dois anos, entre 2021 e 2023, prometem ser ainda mais movimentados para a categoria, quando a taxa de crescimento anual média deve variar de 25% a 35%. Já os robôs industriais e de logística, hoje líderes do mercado, ficarão para trás, mas manterão sua relevância, gerando cerca de US$ 80 bilhões no mesmo período.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Veja, na galeria de fotos a seguir, o que mais aconteceu na última semana no setor de tecnologia e inovação:

  • TENDÊNCIAS NACIONAIS

    Venda de carros elétricos cresce 53% em um ano

    O tema mobilidade elétrica foi apresentado na série temática “Como a Iniciativa Privada Pode Acelerar a Transição para a Mobilidade Elétrica”, uma realização da PNME (Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica), a Barassa & Cruz Consulting e a plataforma do Connected Smart Cities & Mobility. O encontro reuniu especialistas do setor, que debateram as principais questões sobre o mercado no país. Segundo os organizadores, houve aumento de 53% nas vendas de carros elétricos de 2019 para 2020.

    Para Marcus Regis, coordenador-executivo da PNME, a mobilidade elétrica de veículos das categorias leve e levíssimo está diretamente relacionada às questões climáticas, segurança econômica e desenvolvimento da economia. Denis Lopardo, CEO da Bdoo Smart Mobility, afirmou que a transição da mobilidade vai além do meio de transporte, e é ditada muito mais pelo comportamento das pessoas.

    Já na modalidade de veículos leves e pesados, Victor Magnani, presidente da ABO2O (Associação Brasileira Online To Offline), disse que a iniciativa privada não vai conseguir fazer a transformação sem que o poder público crie condições para isso. Adalberto Febeliano, vice-presidente de operações da Modern Logistics, afirmou que o crescimento nas vendas dos veículos elétricos tem sido exponencial e a expectativa é que, até 2030, a frota de elétricos no Brasil fique entre 3% e 10%.

    Nathan Stirk/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Healthtech lança hub de inovação para buscar soluções na área da saúde

    Fazer a conexão entre universidades, centros de inovação, empresas e operadoras para buscar soluções e transformar a saúde no país. Esse é um dos objetivos do Zlabs, hub de inovação criado pela Zitrus, healthtech de Joinville (SC) que desenvolve softwares de gestão na área de saúde suplementar. Segundo a startup, o hub – anunciado com exclusividade à Forbes – conta com 23 Unimeds parceiras e já apresenta os primeiros resultados, como a criação de uma empresa voltada à medicina preventiva, a TARIC. O Zlabs está desenvolvendo soluções de inteligência artificial para autorização médica, uma plataforma de dados para melhorar a gestão das operadoras e, ainda, soluções de monitoramento no cuidado do paciente.

    REB Images/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    One1Token chega ao Brasil com investimento de R$ 30 milhões

    O One1Token, token utilitário que pode ser transacionado na blockchain da Smart Chain, funciona como um ativo lastreado em CRF’s (Créditos de Reposição Florestal) – títulos representativos de volume de matéria-prima resultante de plantio florestal. Com investimento inicial de R$ 30 milhões, a empresa acaba de chegar ao Brasil para a utilização de compra de produtos e serviços por meio de um marketplace próprio. Ainda em fase inicial, o token está em pré-venda: são 100 milhões de unidades ao preço de US$ 0,27, que podem ser adquiridas por qualquer pessoa com pagamento via PIX, TED ou cartão de crédito.

    Busakorn Pongparnit/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Vivo amplia serviços de crédito para assinantes

    Com o objetivo de melhorar a oferta de crédito para seus assinantes, a Vivo aumentou o valor limite para os empréstimos de R$ 30 mil a R$ 50 mil. Além disso, o parcelamento máximo que era em até 24 meses, agora passou para 36 meses. Recentemente, a companhia reduziu as taxas de juros do serviço de 1,99% ao mês para a partir de 1,49% mensais. Inicialmente, o empréstimo pessoal da Vivo poderá ser solicitado por clientes pós-pago, controle e pré-pago da operadora. A expectativa é ampliar o serviço para outros públicos em breve, e torná-lo uma opção de financiamento de smartphones e outros dispositivos.

    wera Rodsawang/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Smartbrain e XP unem forças para clientes do Advisor Enterprise

    A plataforma de controle e consolidação de investimentos Smartbrain uniu-se à XP Investimentos para oferecer soluções exclusivas aos clientes do Advisor Enterprise Smartbrain, solução digital completa para controlar investimentos, fazer análises inteligentes e ampliar o patrimônio. Com a parceria, os assessores poderão integrar via arquivo todas as posições e movimentações das carteiras que seus clientes têm na XP de forma automática, gerando mais eficiência e agilidade no trabalho. A expectativa é que a ferramenta ajude os agentes autônomos, consultores e gestores a focar mais na assessoria aos clientes e menos nas tarefas administrativas.

    Klaus Vedfelt/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Stefanini lança braço de visão computacional

    O Grupo Stefanini acaba de anunciar a criação da dn.ia, empresa de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias de captura e processamento de documentos e imagens, cheques e provas de vida. A companhia trabalhará com soluções de visão computacional, com o objetivo de entregar maior agilidade, segurança e sustentabilidade na digitalização dos processos, operando para maior eficiência operacional e redução de riscos de fraude. A dn.ia também conta com inovações para extração de texto, verificação de assinaturas e qualidade de imagem, entre outros.

    zf L/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Rede global de talentos de TI aposta no Brasil

    A Andela, rede de talentos global que ajuda empresas a construírem times remotos de engenheiros de TI, quer atrair ainda mais profissionais do Brasil e da América Latina para a sua base. Atualmente, a companhia de origem africana conta com uma rede de engenheiros de mais de 85 países distribuídos em seis continentes. A expansão para o Brasil será liderada por Alvaro Oliveira, que ocupa a posição de employee value proposition de talent operations. Segundo a Andela, o número de engenheiros no país dobrou desde abril deste ano, e a companhia triplicou seu alcance no México e quadruplicou na Argentina.

    Andriy Onufriyenko/Getty Images
  • O QUE MAIS ESTÁ ACONTECENDO NO ECOSSISTEMA

    Veracel investe em tecnologia de gestão em seu viveiro de mudas

    A Veracel Celulose acaba de implantar o sistema de gestão florestal Inflor Forest 8, que chega para apoiar a transformação digital em seu viveiro de mudas. A ferramenta será utilizada para o controle de todos os dados na produção, o que proporcionará ainda mais agilidade na análise de informações, maior confiabilidade no processo e mais sinergia entre as áreas envolvidas no desenvolvimento florestal. O sistema foi idealizado pela equipe de tecnologia da informação da companhia em parceria com a INFLOR, fornecedora de sistemas para gestão florestal.

    Divulgação
  • IMPACTO SOCIAL

    Rede Multiétnica fortalece economia e saberes indígenas e quilombolas

    Apoiar o escoamento da produção artesanal, alimentar, artística e extrativista de comunidades indígenas e quilombolas, estimulando a geração de renda e o desenvolvimento socioeconômico destes povos, é o que move a Rede Multiétnica. Para isso, a iniciativa criou uma plataforma online onde pessoas em todo o país podem comprar produtos como camisetas estampadas, brincos, ajakás (cestos típicos da cultura Guarani), cerâmicas e bonecas, entre outros. Os valores das peças variam de R$ 20 a R$ 320.

    Divulgação

TENDÊNCIAS NACIONAIS

Venda de carros elétricos cresce 53% em um ano

O tema mobilidade elétrica foi apresentado na série temática “Como a Iniciativa Privada Pode Acelerar a Transição para a Mobilidade Elétrica”, uma realização da PNME (Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica), a Barassa & Cruz Consulting e a plataforma do Connected Smart Cities & Mobility. O encontro reuniu especialistas do setor, que debateram as principais questões sobre o mercado no país. Segundo os organizadores, houve aumento de 53% nas vendas de carros elétricos de 2019 para 2020.

Para Marcus Regis, coordenador-executivo da PNME, a mobilidade elétrica de veículos das categorias leve e levíssimo está diretamente relacionada às questões climáticas, segurança econômica e desenvolvimento da economia. Denis Lopardo, CEO da Bdoo Smart Mobility, afirmou que a transição da mobilidade vai além do meio de transporte, e é ditada muito mais pelo comportamento das pessoas.

Já na modalidade de veículos leves e pesados, Victor Magnani, presidente da ABO2O (Associação Brasileira Online To Offline), disse que a iniciativa privada não vai conseguir fazer a transformação sem que o poder público crie condições para isso. Adalberto Febeliano, vice-presidente de operações da Modern Logistics, afirmou que o crescimento nas vendas dos veículos elétricos tem sido exponencial e a expectativa é que, até 2030, a frota de elétricos no Brasil fique entre 3% e 10%.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: