Investimento em startups de IA bate novo recorde global

No terceiro trimestre, US$ 17,9 bilhões foram direcionados a empresas de inteligência artificial e 13 novos unicórnios surgiram, sendo dois da América Latina: NotCo e unico.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:

Matias Muchnick , CEO e fundador da NotCo, startup chilena que está entre os 13 unicórnios de IA que surgiram de julho a setembro (Crédito: Divulgação)

Acessibilidade


O terceiro trimestre de 2021, contemplado por julho, agosto e setembro, foi de recorde global em investimentos para as startups especializadas em inteligência artificial. De acordo com a consultoria CB Insights, foram direcionados US$ 17,9 bilhões para o segmento. No mesmo período, 13 novos unicórnios, avaliados em mais de US$ 1 bilhão, foram criados. Deste grupo, 3 se destacaram, passando a valer mais de US$ 2 bilhões: Algolia, Black Sesame e Xtalpi.

A brasileira unico, especializada em identidade digital e a NotCo, criada no Chile e produtora de alimentação à base de plantas por meio de algoritmos, são as representantes da América Latina no grupo. “Apenas neste ano, quintuplicamos nossos times de engenharia e produtos, estamos trazendo talentos da área de privacy innovation e research e profissionais de todo o mundo. Além de construirmos parcerias com universidades para pesquisas na área de biometria periocular, e com o Google Cloud, nas áreas de privacidade”, explica Diego Martins, fundador e CEO da unico, reforçando o aquecimento das demandas por soluções de inteligência artificial.

LEIA TAMBÉM: Inteligência artificial ajuda foodtechs a ampliarem opções ao público vegano

Criada em 2007, ainda como Acesso Digital, em agosto deste ano, a unico recebeu aporte de R$ 625 milhões em rodada liderada pelos fundos da General Atlantic e do SoftBank. Com a disparada da demanda por identificação digital, a unico também acelerou o passo com aquisições. Em 2020, comprou a startup gaúcha de análise de imagens Meerkat. Neste ano, adquiriu a Vianuvem e a CredDefense, especializadas em biometria para comércio de veículos.

Já a chilena NotCo, captou US$ 235 milhões em julho também ultrapassando US$ 1 bilhão em valor de mercado. A empresa utiliza um algoritmo para encontrar substâncias vegetais que recriem produtos de origem animal. “Nosso sistema entende a estrutura molecular de alimentos de origem animal e busca em sua extensa base de dados qual a combinação de vegetais que irá gerar um alimento muito próximo em termos de sabor, textura, aroma e valor nutricional daquele alimento que queremos recriar. Ele nos dá a receita e os chefs e cientistas da NotCo testam em nossa cozinha laboratório. Depois, se necessário, retroalimentam com seus feedbacks, para que se chegue na receita ideal.”, explica Vanessa Giangiacomo, head de marketing da NotCo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A Inteligência Artificial tem se mostrado cada vez mais eficiente para a solução e automatização de diversas tarefas cotidianas. A evolução das aplicações da IA e a liquidez no mercado de capital de risco que está ávido por investimentos com alto potencial de mudança têm influenciado diretamente os aportes nas startups baseadas nessa tecnologia”, diz João Pedro Brasileiro, CEO do Innovation Latam.

Compartilhe esta publicação: