“O 5G é guarda-chuva para indústrias que vão surgir”, diz presidente da Qualcomm América Latina

Para Luiz Tonisi, o leilão realizado nesta quinta-feira, 4, marca uma nova página da economia criativa no Brasil e determinará a massificação de tecnologias como IoT e robótica.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:

Luiz Tonisi, presidente da Qualcomm América Latina: “a chegada do 5G no Brasil representa uma grande mudança para a economia” (Crédito: Divulgação)

Acessibilidade


O leilão do 5G, que ocorreu nesta quinta-feira, 4, e entregou para a Claro, TIM e Vivo as faixas mais cobiçadas da tecnologia no Brasil, é o início da formação de várias indústrias que devem surgir. De acordo com Luiz Tonisi, presidente da Qualcomm América Latina – empresa cujas ações subiram 12,6% no mesmo dia do leilão, em função do aumento da demanda por chips que afeta o mercado global de tecnologia – não só os negócios já estabelecidos , mas também aqueles que devem ser criados a partir do 5G movimentarão bilhões em novas receitas.

“Nós, por exemplo, desenvolvemos em parceria com a Intelbras, a tecnologia 5G FWA, que vem sendo chamada de Fiber Through the Air (Fibra pelo Ar), e que provê serviços avançados para residências e escritórios como, por exemplo, streaming de vídeo e outras aplicações”, explica Tonisi, reforçando, em entrevista à Forbes Brasil, o que vem a partir de agora.

“O 5G irá trazer uma grande demanda por tecnologias voltadas não apenas para smartphones, mas também para IoT, carros e casas conectados, entre outros elementos da indústria 4.0”

Forbes Brasil – O que representa esse momento para a tecnologia 5G no Brasil?
Luiz Tonisi – A chegada do 5G no Brasil traz uma grande mudança para a economia e, principalmente, para a vida das pessoas. Teremos ganhos em várias áreas, com a presença de internet das coisas, por exemplo, mas também nas casas, com roteadores Wi-Fi de alta capacidade. Isso sem falar nos smartphones 5G e computadores conectados que já vemos no mercado e irão aprimorar a experiência do usuário em diversas áreas. O 5G não é só a plataforma de humanos, mas também das máquinas. Para diversos lançamentos tecnológicos, em várias indústrias, será preciso ter a rede 5G como guarda-chuva. Afinal, é a tecnologia que irá mover a internet das coisas, gerar maior produtividade, possibilitar cidades inteligentes, carros conectados e muito mais.

Forbes Brasil – Quais as expectativas a partir de agora com os resultados do leilão?
Tonisi – Acredito que o modelo de leilão adotado é propício ao momento que o país vive, uma vez que prevê cobertura 5G maior do que 4G até o final de 2029, além de ajudar a acabar com o deserto digital em regiões sem a devida cobertura e qualidade de rede.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Forbes Brasil – Qual o impacto do 5G na vida das pessoas e como ele vai movimentar uma indústria existente e outras que devem surgir?
Tonisi – O 5G terá um papel fundamental para criação de uma infraestrutura para endereçar problemas econômicos e sociais da nossa atualidade, além de uma experiência única para o usuário. A tecnologia irá habilitar a telemedicina, agronegócio, educação a distância, entre outras áreas. Por isso, é necessário digitalizar o país, pois não podemos fazer com o que o Brasil cresça como queremos com a atual infraestrutura. E não adianta aprimorar só uma etapa do processo. Precisamos modernizar toda a cadeia produtiva. Em algumas áreas, como o agronegócio, a tecnologia 5G já é bastante aguardada – afinal, ela poderá ajudar no ganho de escala e produtividade.

“Em algumas áreas, como o agronegócio, a tecnologia 5G já é bastante aguardada – afinal, ela poderá ajudar no ganho de escala e produtividade”

Forbes Brasil – Com quais perspectivas em termos de impacto vocês trabalham?
Tonisi – Irá trazer uma grande demanda por tecnologias voltadas não apenas para smartphones 5G, mas também para carros conectados, casas conectadas, indústria 4.0, entre outras. Nosso objetivo, a partir deste contexto é conectar as máquinas, da Realidade Aumentada e Realidade Virtual e dos smarpthones. Mas não apenas isso. Com o 5G, estamos falando de novos casos de negócios que ainda serão criados.

Compartilhe esta publicação: