Startup Conta Simples levanta R$ 121,4 milhões em nova Série A

A nova rodada foi liderada pelo JAM Fund e Valor Capital e soma ao aporte realizado em dezembro do ano passado pela Y Combinator.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:

Rodrigo Tognini, Ricardo Gottschalk e Fernando Santos, fundadores da Conta Simples (Crédito: Divulgação)

Acessibilidade


A fintech Conta Simples acaba de concluir a rodada de investimentos Série A no valor de R$ 121,4 milhões. A injeção de capital foi liderada pelo fundo JAM – do investidor e fundador do Tinder Justin Mateen, que já apoiou outras plataformas financeiras, como a Brex – e pela Valor Capital. Base10 Partners também participa da Série A. Os fundos Y Combinator, Quartz e Big Bets, que já investiram na fintech anteriormente, seguem a rodada.

LEIA TAMBÉM: Capitalizada, TIVIT Ventures vai às compras e prevê novos negócios

O investimento ocorre seis meses depois de a Y Combinator, uma das maiores aceleradoras do mundo, liderar o Seed Extension na fintech, que se tornou uma plataforma financeira all-in-one. “A rodada Série A veio em um momento de oportunidade, uma vez que estávamos planejando fazer apenas no início de 2022. Crescemos mais do que o esperado neste ano, e isso chamou a atenção dos investidores”, conta o CEO e cofundador da fintech, Rodrigo Tognin. A Conta Simples fecha o ano de 2021 com mais de R$ 4 bi transacionados.

Com um mercado de mais de 2 milhões de empresas digitais, a expectativa da startup para 2022 é aumentar a base de clientes em mais de 300% e terminar o ano com mais de 12 bilhões transacionados. Parte do aporte será usado em Marketing e aquisição de clientes. “Temos
um mercado gigante para explorar, esse capital vai ajudar com investimento em estratégia de aquisição”, conta Tognini. Entre os clientes da fintech, estão empresas como Swile Brasil, Justos, Livus, Favo, IdWall e Mottu.

Compartilhe esta publicação: