Starlink, de Elon Musk, promete reestabelecer internet na Ucrânia

No início de 2022, o também fundador da SpaceX afirmou que tinha 1469 satélites ativos e 272 em movimento para órbitas operacionais.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Getty Images

A Starlink é uma subdivisão da SpaceX, fundada por Elon Musk

Acessibilidade


Após apelo de funcionários do governo da Ucrânia, nação que vive ataques da Rússia há quatro dias, Elon Musk, fundador da SpaceX e da subdivisão Starlink, afirmou que o serviço de banda larga por satélite oferecido pela empresa está disponível no país do Leste-Europeu. O bilionário também se comprometeu a enviar mais terminais para o país que teve sua comunicação interrompida em função dos ataques da Rússia.

Em sua conta no Twitter, Elon Musk garantiu: “O serviço Starlink agora está ativo na Ucrânia. Mais terminais a caminho.” O post foi em resposta ao pedido de Mykhailo Fedorov, vice primeiro-ministro do país que provocou: “Elon Musk, enquanto você tenta colonizar Marte, a Rússia tenta ocupar a Ucrânia! Enquanto seus foguetes posam com sucesso no espaço, foguetes russos atacam civis ucranianos.”

LEIA TAMBÉM: Bilionários ucranianos se unem contra a Rússia para proteger fortunas

Principalmente as regiões Sul e Leste do país vivem problemas com conexão após ataques da Rússia. A tecnologia de satélite da Starlink permitirá, por exemplo, a comunicação para pessoas que habitam regiões rurais ou de difícil acesso. No início de 2022, o também fundador da SpaceX afirmou que tinha 1469 satélites ativos e 272 se movimento para órbitas operacionais

Compartilhe esta publicação: