Astronauta dos EUA e 2 cosmonautas russos voltam juntos da Estação Espacial

Situação aconteceu apesar do crescente antagonismo entre Moscou e Washington devido ao conflito na Ucrânia.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Roscosmos/Divulgação
Roscosmos/Divulgação

Cápsula Soyuz pousou hoje (30) no Cazaquistão com tripulação que estava na Estação Espacial Internacional

Acessibilidade


Um astronauta norte-americano e dois cosmonautas russos pousaram no Cazaquistão, hoje (30), depois de deixarem a Estação Espacial Internacional a bordo da mesma cápsula, apesar do crescente antagonismo entre Moscou e Washington devido ao conflito na Ucrânia.

O voo que trouxe Mark Vande Hei, da Nasa, e os russos Anton Shkaplerov e Pyotr Dubrov de volta à Terra estava sendo observado de perto para determinar se a escalada de conflitos havia se espalhado para a cooperação de longa data no espaço entre os dois ex-adversários da Guerra Fria.

VEJA TAMBÉM: Estamos sozinhos? NASA envia RSVP para o espaço com coordenadas cósmicas

A agência espacial russa Roscosmos transmitiu imagens do pouso e disse que um grupo de especialistas técnicos e médicos foi enviado para ajudar os astronautas a sair da cápsula.

Vande Hei, que aos 55 anos está completando sua segunda missão na Estação Espacial Internacional, registrou um recorde de resistência espacial dos EUA com 355 dias consecutivos em órbita, superando o recorde anterior de 340 dias estabelecido pelo astronauta Scott Kelly em 2016, segundo a Nasa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O recorde de todos os tempos de permanência mais longa no espaço foi estabelecido pelo cosmonauta russo Valeri Polyakov, que passou mais de 14 meses a bordo da estação espacial, retornando à Terra em 1995.

Dubrov, de 40 anos, que partiu para a estação espacial com Vande Hei em abril passado do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, completou seu primeiro voo espacial, compartilhando 5.680 órbitas terrestres e mais de 150 milhões de milhas no espaço com Vande Hei, disse a Nasa.

Shkaplerov, de 50 anos, é um veterano de quatro missões ao posto orbital avançado, acumulando 708 dias no espaço, excedendo em muito os 523 dias da carreira de Vande Hei, segundo a Nasa. Shkaplerov começou sua última temporada na estação espacial em outubro passado.

Compartilhe esta publicação: