Robô de quatro patas e drone vão proteger ruínas de Pompeia

Fabricado pela Boston Dynamics, Spot faz parte de projeto para usar a tecnologia no monitoramento da antiga cidade.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

Fabricado pela Boston Dynamics, o robô Spot será utilizado no monitoramento das ruínas de Pompeia

Acessibilidade


Um robô quadrúpede amarelo e preto foi chamado para inspecionar as antigas ruínas de Pompeia e ajudar a melhorar a gestão de um dos sítios arqueológicos mais famosos do mundo.

O robô, chamado Spot, projetado pela norte-americana Boston Dynamics, faz parte de um projeto mais amplo para usar a tecnologia no monitoramento da antiga cidade na Itália e torná-lo mais seguro, disse a organização que administra as ruínas de Pompeia em comunicado.

LEIA TAMBÉM: Prensas gigantes e robôs: Como a Volkswagen pretende alcançar a Tesla

Além de Spot, Pompeia também terá um drone equipado com scanner a laser que fará varreduras 3D das ruínas.

O objetivo é “melhorar tanto o acompanhamento das ruínas existentes como o conhecimento do andamento das obras nas áreas em recuperação ou restauro e assim gerir a segurança do local, bem como dos trabalhadores”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Spot também será enviado para túneis subterrâneos cavados por ladrões que entram na cidade antiga para roubar artefatos.

“Queremos testar esses robôs nos túneis subterrâneos das escavações clandestinas que estamos descobrindo na área”, disse o diretor-geral do parque, Gabriel Zuchtriegel, acrescentando que é fundamental monitorar as condições de segurança nos túneis.

Compartilhe esta publicação: