Apple aumentará salário-base para trabalhadores dos EUA

O salário-base para os membros da equipe da empresa nos Estados Unidos aumentará para 22 dólares por hora, ou mais, com base no mercado

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Logo da Apple

Acessibilidade


A Apple vai aumentar o salário inicial de seus funcionários nos Estados Unidos, enquanto as empresas enfrentam um mercado de trabalho apertado e um aumento nos esforços de sindicalização em meio à inflação crescente.

O salário-base para os membros da equipe da empresa nos Estados Unidos aumentará para 22 dólares por hora, ou mais, com base no mercado, um salto de 45% em relação aos níveis de 2018, disse a Apple em comunicado à Reuters.

“Este ano, como parte de nosso processo anual de avaliação de desempenho, estamos aumentando nosso orçamento geral de remuneração”, disse um porta-voz da empresa.

A Apple informou a alguns trabalhadores que suas revisões anuais seriam adiantadas em três meses e que o novo pagamento entrará em vigor no início de julho, disse o Wall Street Journal, que noticiou pela primeira vez as mudanças na remuneração.

A Apple não respondeu imediatamente a um pedido de mais detalhes sobre as mudanças na política de pagamento.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em abril, os funcionários da loja da Apple na cidade norte-americana de Atlanta começaram petição para sindicalização, buscando se tornar a primeira loja da empresa nos Estados Unidos a ter funcionários organizados em meio a uma onda de atividade sindical em outras grandes empresas do país.

Compartilhe esta publicação: