“Equilíbrio entre legado e disrupção é vital”, diz VP de inovação da Converse

Phil Russo fala sobre o primeiro lançamento da marca para pessoas com deficiência e o desafio de inovar com empresas e produtos de legado.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Divulgação

Phil Russo, VP de Design & Inovação da Converse

Acessibilidade


Ao anunciar globalmente o lançamento do modelo Chuck Taylor All Star CX FlyEase, a Converse, marca subsidiária da Nike, faz seu primeiro produto voltado a pessoas com deficiência. De acordo com Phil Russo, VP de Design & Inovação da Converse, esse é um avanço na conexão entre propósito de marca e legado. Em entrevista à Forbes Brasil ele comenta os bastidores do projeto.

Forbes Brasil – Por que o lançamento do Chuck Taylor All Star CX FlyEase é icônico para a história da Converse?
Phil Russo – O Chuck especificamente, serve como uma grande plataforma para as pessoas se expressarem e contarem suas histórias. Com o Chuck Taylor All Star CX FlyEase nos propusemos a tornar nosso tênis icônico mais acessível. É uma prova do trabalho que fizemos nos últimos anos para aprimorar o compromisso de conectar nossos produtos aos valores. Esta é a nossa primeira verdadeira exploração na criação de produtos para pessoas com deficiência e, por fim, criamos um design progressivo que uniu a tecnologia de inovação de conforto CX da Converse com a tecnologia FlyEase, da Nike.

Leia mais: Desfile da Tommy Hilfiger no metaverso valeu a pena? CEO responde

FB – Quais são os principais desafios para ser inovador em um segmento que os clientes e fãs estão constantemente exigindo experiências relevantes e significados ao consumir?
Phil – O principal desafio: como nos mantemos fiéis ao legado de sua marca, mas avançamos por meio de design e inovação que se alinham aos valores e expectativas de nosso consumidor e nossa equipe com autenticidade. Como designer, essas restrições nos ajudam a avançar. E, como demonstra o Chuck Taylor All Star CX FlyEase, quando você começa de um lugar mais inclusivo – as soluções tanto convidam mais pessoas quanto ajudam mais pessoas a se sentirem vistas. Além disso, há benefícios tangíveis: a facilidade de entrada e os elementos de conforto durante todo o dia deste sapato são benéficos para todos os usuários.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

FB – Qual é o papel da tecnologia na dinâmica da Converse e como ela se concretiza? Você pode descrever alguns exemplos?
Phil – A inovação está no centro do nosso processo de design e desenvolvimento de produtos. Nos últimos anos, investimos na construção de conceitos de inovação de produtos para avançar nossas ambições de produtos, seja desempenho esportivo, sustentabilidade ou conforto. Esses conceitos de produtos servem para adiantar benefícios para o nosso consumidor. Por exemplo, após anos de pesquisa, experimentação e testes, Converse CX é uma oferta de materiais de conforto e tecnologias melhor definidas pela espuma CX, que ajuda a aumentar a absorção de impacto e otimiza o conforto duradouro para o usuário.

FB – Você pode falar um pouco mais sobre as tendências e oportunidades que você vê quando olha para o segmento da Converse no quadro geral?
Phil – Acreditamos que temos a oportunidade de desempenhar um papel mais proposital e de mão dupla com as comunidades que nos abraçaram. Esta é a nossa primeira verdadeira exploração na criação de produtos para pessoas com deficiência, e sabemos que há mais a ser feito neste espaço, mas o que o Chuck Taylor All Star CX FlyEase demonstra é quando você começa de um lugar mais inclusivo – as soluções tanto convide mais pessoas e ajude mais pessoas a se sentirem vistas. Os consumidores podem esperar que continuemos a experimentar conceitos de produtos que permitem conforto, facilidade de uso e que convidam mais pessoas para a família Converse.

Compartilhe esta publicação: