Sony vai aumentar produção de PS5 e ampliar portfólio de jogos

A Sony previu vendas do PS5 da ordem de 18 milhões de unidades no ano fiscal que se encerra em março ante 11,5 milhões no ano anterior

Reuters
Compartilhe esta publicação:
SOPAImages/GettyImages
SOPAImages/GettyImages

O PS5, que começou a ser vendido em novembro de 2020, vendeu até agora menos que seu predecessor

Acessibilidade


A Sony planeja ampliar a produção do console PlayStation 5 diante de redução de problemas com fornecedores e sinalizou uma radical ampliação de seu portfólio de videogames, incluindo mais títulos para PCs e dispositivos móveis.

O PS5, que começou a ser vendido em novembro de 2020, vendeu até agora menos que seu predecessor no segundo ano desde o lançamento por causa de problemas no fornecimento de componentes para a produção. Mas a Sony deve reduzir essa diferença no terceiro ano, com a previsão de que o PS5 supere a base instalada do PS4 no ano seguinte.

“Estamos planejando novos aumentos grandes de produção do console, o que nos levará a níveis de produção que nunca alcançamos”, disse o presidente-executivo da Sony InteractiveEntertainment, Jim Ryan, a investidores.

Ele afirmou que apesar das medidas de isolamento social severas adotadas na China, “as coisas para a cadeia de suprimentos estão definitivamente melhorando”.

A Sony previu vendas do PS5 da ordem de 18 milhões de unidades no ano fiscal que se encerra em março ante 11,5 milhões no ano anterior.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Ressaltando uma mudança de estratégia para ampliar o alcance da empresa para além de uma única plataforma exclusiva de jogos, Ryan afirmou que mais games para PCs e dispositivos móveis serão lançados.

Apesar dos jogos para PS4 e PS5 serem responsáveis por mais de dois terços dos lançamentos da empresa neste ano, os games para PCs e dispositivos móveis serão quase metade dos lançamentos em 2025.

“A iniciativa para ampliarmos nossa audiência…terão um efeito fundamental em nosso portfólio”, disse Ryan.

Com a mudança na estratégia, a Sony espera que sua divisão de games acompanhe o ritmo das mudanças na indústria que tem visto crescimento na tecnologia de computação em nuvem, aumento contínuo no poder de processamento de smartphones e expansão nos gastos dos consumidores com jogos online gratuitos.

Compartilhe esta publicação: