China dá aval inicial a planos da Ant de retomar IPO em Xangai e Hong Kong, dizem fontes

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Julie Zhu

HONG KONG (Reuters) – A liderança central da China deu sinal verde preliminar à Ant para retomar sua oferta pública inicial de ações (IPO) em Xangai e Hong Kong, disseram nesta quinta-feira duas fontes com conhecimento do assunto à Reuters.

A Ant, uma afiliada do Alibaba, pretende apresentar o prospecto preliminar para a oferta no próximo mês, disseram as fontes.

A fintech, no entanto, ainda precisa aguardar a orientação da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China (CSRC, na sigla em inglês) sobre o momento específico do arquivamento do prospecto, disse uma das fontes.

A Ant disse em comunicado público que não há planos para relançar seu IPO, que foi arquivado às pressas a pedido do governo chinês em novembro de 2020. Na época, a empresa caminhava para uma avaliação de 315 bilhões de dólares com uma oferta de 37 bilhões de dólares, um recorde mundial.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Sob a orientação dos reguladores, estamos focados em avançar constantemente com nosso trabalho de retificação e não temos nenhum plano para iniciar um IPO”, disse a Ant.

O CSRC e o Gabinete de Informação do Conselho de Estado da China, que lida com as consultas da mídia para os líderes centrais, não comentaram o assunto ao serem questionados pela Reuters.

As autoridades chinesas encerraram o IPO e reprimiram o império empresarial do bilionário Jack Ma, fundador do Alibaba, depois que ele fez comentários em Xangai, em outubro de 2020, em que acusou os órgãos de fiscalização financeira no país de sufocar a inovação.

O descarrilamento do IPO da Ant marcou o início de uma repressão regulatória para controle do enorme setor de tecnologia da China. O possível renascimento de uma oferta de ações da Ant seria um sinal claro de um degelo nas relações.

O CSRC disse em comunicado que não realizou nenhuma avaliação ou trabalho de pesquisa sobre um potencial IPO da Ant.

(Por Julie Zhu; reportagem adicional de Vidy Ranganathan, Abinaya Vijayaraghavan, Scott Murdoch e Kane Wu)

Compartilhe esta publicação: