Serviços de música e jogos devem gerar mais de US$8 bi em receita para Apple até 2025, diz JPM

Empresa deve ter uma base de assinantes combinada de cerca de 180 milhões

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Fachada com logotipo da Apple
Mike Segar/Reuters

Serviços de música e games da Apple devem gerar receita de US$ 8,2 bilhões, até 2025

Acessibilidade


A receita da Apple com ofertas de videogames e música deve saltar 36%, para US$ 8,2 bilhões, até 2025, disse o JP Morgan hoje (13).

Os dois serviços provavelmente terão uma base de assinantes combinada de cerca de 180 milhões até 2025 – 110 milhões para música e 70 milhões para videogames, segundo analistas do JPM, liderados por Samik Chatterjee.

Leia mais: O que faz do Brasil um mercado estratégico para os games?

A Apple Music, que foi lançada em 2015 e é o segundo maior serviço de streaming de música depois do Spotify, deve responder por uma fatia maior dessa receita, faturando cerca de US$ 7 bilhões até 2025, calcula o banco norte-americano.

O Apple Arcade, o serviço de assinatura de games lançado em 2019, está estimado em US$ 1,2 bilhão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Apple não comentou o assunto.

A empresa não separa a receita de serviços de jogos e música, mas o segmento geral, que inclui App Store, Apple TV+, Arcade e Apple Music, teve faturamento de US$ 19,82 bilhões no trimestre de março. O negócio é visto como o motor de expansão da Apple.

Chatterjee, classificado pela Refinitiv com cinco estrelas pela precisão de suas estimativas, espera que o tamanho do mercado de videogames atinja US$ 360 bilhões até 2028 e que o streaming de música atinja US$ 55 bilhões até 2025.

Compartilhe esta publicação: