Tesla cancela três eventos para contratação de funcionários na China

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


XANGAI, China (Reuters) – A Tesla cancelou três eventos online de recrutamento de funcionários na China que estavam programados para este mês. A decisão ocorreu após comentários do presidente-executivo da companhia, Elon Musk, sobre cortes de empregos na montadora.

Musk disse que a Tesla estava “com excesso de pessoal” em algumas áreas. No entanto, o bilionário não comentou especificamente sobre os trabalhadores na China, onde foram produzidos mais da metade dos veículos da montadora globalmente. A região foi responsável por um quarto da receita da empresa em 2021.

A Tesla cancelou os três eventos para cargos em vendas, P&D (pesquisa e desenvolvimento) e cadeia de suprimentos originalmente agendados para 16, 23 e 30 de junho. Os avisos não informavam motivo para os cancelamentos.

A Tesla não respondeu a um pedido de comentário da Reuters nesta sexta-feira.

A notificação de um evento de 9 de junho para recrutar funcionários para funções de “fabricação inteligente” não estava visível na plataforma e não ficou imediatamente claro se ele havia sido realizado conforme o planejado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A operação da Tesla na China ainda permite o envio de currículos para mais de 1.000 vagas publicadas na rede social, incluindo posições de engenheiro aerodinâmico, gerente de cadeia de suprimentos, gerente de loja e supervisor de fábrica.

Na semana passada, Musk disse que teve um “pressentimento muito ruim” sobre a economia, segundo um email visto pela Reuters. Em outra mensagem para os funcionários, na sexta-feira passada, Musk disse que a Tesla reduziria o número de trabalhadores em 10%, pois havia “excesso de pessoal em muitas áreas”.

A produção na fábrica da Tesla em Xangai foi gravemente impactada depois que autoridades da cidade iniciaram um lockdown de dois meses no final de março citando preocupações com avanço da Covid-19.

A produção na fábrica deve cair mais de um terço neste trimestre em relação ao anterior, baixa maior do que a esperada por Musk.

(Por Zhang Yan e Brenda Goh)

Compartilhe esta publicação: