Unidade da GM de carros autônomos obtém licença para serviço pago na Califórnia

Compartilhe esta publicação:

 

Acessibilidade


Por Paresh Dave

OAKLAND, Estados Unidos (Reuters) – A Cruise, unidade de veículos autônomos da General Motors, tornou-se a primeira companhia a obter uma licença para cobrar por viagens na cidade norte-americana de São Francisco, após ter superado objeções de autoridades locais.

Testes com veículos autônomos com presença de motoristas humanos, além dos feitos completamente sem motorista, tornaram-se frequentes em São Francisco. Mas tornar a tecnologia comercial em uma grande cidade é um marco na longa jornada destes veículos até a aceitação pública.

A licença obtida pela Cruise na quinta-feira foi o último obstáculo legal na região. A companhia pretende lançar nas próximas semanas o serviço pago, que será realizado por até 30 veículos elétricos Chevrolet Bolt autônomos.

“Esta resolução marca outro passo importante no esforço de regulamentação dos veículos autônomos”, afirmou o comissário Clifford Rechtschaffen na reunião que aprovou a licença.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os carros da Cruise serão limitados a uma velocidade máxima de 48 quilômetros por hora. Além disso, só poderão atuar em uma área geográfica que não inclui o centro da cidade, e no horário entre 22h e 6h. Os veículos não poderão entrar em estradas ou rodar em momentos de nevoeiro intenso, chuva pesada ou fumaça.

Compartilhe esta publicação: