Quando, onde e como ver o cometa gigante K2

O maior cometa já encontrado quando foi detectado em 2017 atingiu ontem (14) sua distância mínima do nosso planeta

Jamie Carter
Compartilhe esta publicação:
Nasa, ESA e D. JEWITT (UCLA)
Nasa, ESA e D. JEWITT (UCLA)

Esta imagem do Telescópio Espacial Hubble mostra uma nuvem difusa de poeira, chamada coma, ao redor do cometa K2. A imagem foi tirada em junho de 2017 pela Wide Field Camera 3 do Hubble

Acessibilidade


Agora que a lua cheia de julho chegou e se foi, é hora de começar a procurar um dos maiores cometas já descobertos. O maior cometa já encontrado quando foi detectado por astrônomos usando o Pan-STARRS em 2017 (embora superado por um “mega cometa”), o C/2017 K2 Panstarrs atingiu ontem (14) sua distância mínima do nosso planeta – cerca de 1,8 vezes a Distância Terra-Sol. É possível vê-lo se tiver algum tipo de telescópio.

O cometa ficará mais próximo do Sol em 19 de dezembro de 2022. De agora e até agosto é a melhor época para procurá-lo, com qualquer pequeno telescópio capaz de detectá-lo.

Leia mais: Nasa divulga novas imagens impressionantes feitas pelo telescópio Webb

Ele se encontra na constelação de Ofiúco, que fica no sul visto do hemisfério norte. Olhe um pouco antes da lua nascer onde você estiver. Ele ficará mais próximo da estrela Saik em Ofiúco, e muito próximo no final de julho.

Quando foi descoberto em 2017 C/2017 K2 Panstarrs estava a 16 vezes a distância da Terra ao Sol. É um grande cometa, com o Telescópio Espacial Hubble calculando que ele tem um núcleo de cerca de 18 quilômetros – cerca de 10 vezes maior que a maioria dos cometas. Sua coma (atmosfera) tem cerca de 130 mil quilômetros de diâmetro.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A técnica de “visão evitada” é o que os caçadores de cometas usam para ver esses objetos corretamente. Funciona porque a visão periférica do olho humano é a mais sensível ao brilho, em vez do centro do olho, que vê as cores.

Uma vez que você tenha o C/2017 K2 Panstarrs na mira do seu telescópio, olhe um pouco para longe dele para realmente apreciar seu brilho.

Um megacometa descoberto em 2021 é agora o maior já visto de acordo com observações de cientistas usando o Telescópio Espacial Hubble.

Estimado em 128 quilômetros de diâmetro e com uma massa de 500 trilhões de toneladas, o cometa C/2014 UN271 (Bernardinelli-Bernstein) tem o maior núcleo de cometa gelado já visto. Está agora em uma visita única em 600 mil anos ao nosso sistema solar, mas a cerca de 3 bilhões de quilômetros de distância. Sua aproximação mais próxima do Sol não será até 2031.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: