Explosão solar intensa faz com que um pedaço do Sol se solte

Cientistas apontam que o fenômeno ocorre em momentos que a estrela central se encontra em extrema atividade

Redação
Compartilhe esta publicação:
Nasa

Nas últimas décadas, os astrônomos já identificaram alguns filamentos que se soltaram do Sol, mas nunca nesta proporção

Acessibilidade


Uma imagem de um filamento se soltando do Sol, em outras palavras, um pedaço da estrela central do Sistema Solar se partindo, tem intrigado cientistas e assustado muitas pessoas. No entanto, pesquisadores apontam que o fenômeno, apesar de raro em sua intensidade, é normal. O filamento que se desprendeu do Sol em função de uma forte explosão tem tamanho médio e pode alcançar centenas de quilômetros no espaço.

Leia mais: Explosão no Sol pode causar tempestade geomagnética esta semana

O fenômeno ocorre em momentos de extrema atividade solar, o que é o caso neste momento. As explosões solares são normais e acontecem com frequência. O que varia, no entanto, é a intensidade com que elas surgem. Nas últimas décadas, os astrônomos já identificaram alguns filamentos que se soltaram do Sol, mas nunca nesta proporção. “O material pareceu mesmo ter-se soltado, circulando o polo a 60 graus de latitude durante cerca de 8 horas, a uma velocidade de cerca de 96 quilómetros por segundo”, postou a Dr. Tamitha Skov.

Compartilhe esta publicação: