Governo reafirma valor da produção agropecuária acima de R$1 trilhão em 2021

Valor representa uma alta de 12,1% na comparação anual

Redação
Compartilhe esta publicação:
 Lucas Ninno/Getty Images
Lucas Ninno/Getty Images

Juntos, a soja, milho, cana-de-açúcar, café e algodão, são responsáveis por 57,3% do valor de produção das lavouras

Acessibilidade


O Ministério da Agricultura afirmou hoje (15), que o VBP (Valor Bruto da Produção Agropecuária) do Brasil deverá atingir um recorde de R$ 1,032 trilhão em 2021, alta de 12,1% na comparação anual. A pasta elevou em 3% sua projeção em relação ao mês passado, quando já via o VBP em R$ 1,002 trilhão. Em janeiro, o governo federal chegou a indicar o valor da produção abaixo desta marca.

Apesar dos impactos climáticos sobre a safra 2020/21, que atrasou a colheita da soja e o plantio de milho e algodão na “safrinha”, as lavouras devem gerar R$ 708,3 bilhões, com aumento de 15,4% ano a ano, e a pecuária a R$ 323,9 bilhões, alta de 5,4% em relação a 2020.

No mês passado, a projeção para as lavouras era de R$ 688,4 bilhões, enquanto o resultado para a pecuária foi visto em R$ 314,5 bilhões. Juntos, a soja, cana-de-açúcar, o milho, café e algodão são responsáveis por 57,3% do valor de produção das lavouras. Segundo a pasta, os aumentos nos valores de soja (30,1%) e milho (21,9%) no comparativo anual são os mais elevados desde o início desta série, em 1989.

“Os preços da maioria dos produtos examinados são superiores aos do ano passado. Esse comportamento também pode ser observado em produtos da pecuária. Também neste ano houve investimento acentuado em tecnologia, e na incorporação de novas áreas. Ambas contribuíram para os resultados obtidos”, disse a Secretaria de Política Agrícola do Ministério em nota.

A secretaria explicou também que, apesar da importância da ampliação de áreas de cultivo, o crescimento da produção é impulsionado principalmente pelos ganhos de produtividade. O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Ele é calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país, dos 26 maiores produtos agropecuários do Brasil. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: