No primeiro trimestre, Brasil habilita mais 136 estabelecimentos para exportação

Medida beneficia indústria dos segmentos de bovinos, suínos e aves que vendem produtos para mais de 180 países

Redação
Compartilhe esta publicação:
Portra/Gettyimages
Portra/Gettyimages

Unidades habilitadas são para exportar bovinos, suínos e aves

Acessibilidade


No primeiro trimestre de 2021, o Dipoa (Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal), órgão da secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) concedeu 136 habilitações de SIF (Serviço de Inspeção Federal) a estabelecimentos aptos à exportação de produtos de origem animal.

O Brasil tem aumentado a quantidade de estabelecimentos, por conta da crescente exportação das três principais proteínas: bovina, suína e de aves. No ano passado, as exportações foram recordes. O país embarcou para mais de 180 destinos um volume de 8,5 milhões de toneladas, por US$ 15,4 bilhões.

VEJA MAIS: Agro alavanca serviços, logística e indústria

Atualmente, estão registrados no SIF 3.320 estabelecimentos de produtos de origem animal nas áreas de carnes e produtos cárneos, leite e produtos lácteos, mel e produtos apícolas, ovos e pescado e seus produtos derivados. Além de 2.415 estabelecimentos de produtos destinados à alimentação animal.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no

Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App

Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: