Covid-19 atrasa vacinação contra a febre aftosa em 14 estados

Pandemia atrapalha a distribuição das doses e Mapa autoriza aumento do prazo, em alguns estados até o início de julho.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Vera Ondei
Vera Ondei

Programa de vacinação contra a febre aftosa estende prazo para dar conforto aos pecuaristas

Acessibilidade


A pedido de entidades representativas dos pecuaristas e chancelada pelo Serviço Veterinário Estadual, o MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) autorizou hoje (31) a prorrogação da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa. O motivo alegado para não encerrar a etapa é o atraso provocado pela pandemia de Covid-19, além da necessidade de remanejamento de doses para algumas regiões que não receberam produtos suficientes. A decisão vale para 14 estados e o Distrito Federal.

No Distrito Federal a prorrogação vai até 12 de junho. Nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, o novo prazo será até o dia 15 junho e em Goiás e Sergipe, até dia 18. Já os estados de Piauí, Rio Grande do Norte, Maranhão, Pernambuco, Bahia, Alagoas, Paraíba, Pará e São Paulo o prazo é 30 de junho. No Ceará, a data é 3 de julho.

LEIA TAMBÉM: Ponkan do Vale do Ribeira pode ter Indicação Geográfica

Nessa etapa deverão ser vacinados 170 milhões de bovinos e bubalinos de todas as idades, conforme o calendário nacional de vacinação.  O produtor deve também declarar a vacinação ao órgão de defesa sanitária animal de seu estado de forma online ou, quando não for possível, presencialmente.

A regra não vale para parte do país. Na semana passada, os estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Acre, Rondônia e partes do Amazonas e de Mato Grosso foram reconhecidos internacionalmente como zonas livres de febre aftosa sem vacinação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no

Compartilhe esta publicação: