Safra de soja e milho que começa a ser plantada nos Estados Unidos vem mais enxuta

Mesmo após a colheita atual, o USDA projeta estoques dos grãos próximos a mínimas de sete anos.

Redação
Compartilhe esta publicação:
WikiMedia-Commons
WikiMedia-Commons

Mesmo após a colheita das safras que estão sendo plantadas atualmente, a forte demanda doméstica deverá manter os estoques de milho e soja dos Estados Unidos próximos a mínimas de sete anos

Acessibilidade


A forte demanda doméstica deverá manter os estoques de milho e soja dos Estados Unidos próximos a mínimas de sete anos mesmo após a colheita das safras que estão sendo plantadas atualmente, disse o governo norte-americano hoje (12).

O USDA (Departamento de Agricultura dos EUA, tradução da sigla em inglês) projetou os estoques de milho do país em 1º de setembro de 2022 em 1,507 bilhão de bushels, ante 1,257 bilhão de bushels em 1º de setembro de 2021.

LEIA TAMBÉM: USDA confirma o que Brasil já sabe: nova safra de soja caminha para mais um recorde

Já os estoques de soja em setembro do ano que vem foram fixados apenas 20 milhões de bushels acima da previsão para mesmo momento de 2021, de 120 milhões de bushels, segundo relatório mensal de oferta e demanda do USDA. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: