AgroRound: Calculadora de pegada de CO2 agora é bilíngue outras notícias do agro

notícias do agro

De olho na preservação do meio ambiente, a empresa alemã de produtos químicos Henkel relançou a sua calculadora de emissões de CO2. A ferramenta, apresentada em 2015, volta agora com suporte para espanhol e português.

Através de perguntas sobre o estilo de vida do usuário, a calculadora avalia as emissões geradas anualmente. Os resultados podem ser compartilhados de forma anônima com o Instituto Wuppertal de Clima, Meio Ambiente e Energia para auxiliar pesquisas científicas sobre estilo de vida sustentável.

LEIA TAMBÉM: Carne ou vegetal: regulação de plant based começa a ser discutida no governo

A conscientização sobre as emissões ou reduções de gases de efeito estufa pode ter um grande impacto no futuro do planeta. Conforme a Agência Federal do Meio Ambiente da Alemanha, caso os hábitos de emissão dos humanos não se alterem, a temperatura do planeta pode ser elevada em cinco graus celsius até o final deste século. Clique aqui e confira.

Confira outras notícias do agronegócio:

Genética e manejo correto no trigo podem economizar até R$ 400 por hectare

Paulo Kurtz/Embrapa

Um estudo realizado no Rio Grande do Sul pela Embrapa Trigo e a RTC (Rede Técnica Cooperativa) revelou que a genética de qualidade, aliada ao manejo eficiente da cultura do trigo, são capazes de economizar cerca de R$ 400 por hectare ao produtor.

Com o uso de cultivares de alto padrão genético, o produtor pode ajustar o volume de sementes e otimizar o uso de fungicidas, de modo a trazer maior rentabilidade ao cultivo.

Conforme a Embrapa, “se o cálculo for ampliado para os 900 mil hectares de trigo cultivados no Rio Grande do Sul em 2020, a economia chegaria a R$ 360 milhões com sementes e fungicidas, valor que poderia ser reinvestido em tecnologias capazes de promover o potencial produtivo das lavouras, como o uso de fertilizantes, que além de aumentar a produtividade do trigo também podem ser aproveitados na cultura subsequente, como a soja no verão, melhorando a rentabilidade em todo o sistema de produção”.

Programa CONSERV já soma 8.410 hectares protegidos

Lançado em outubro do ano passado, em Mato Grosso, o programa Conserv já conta com mais de 8 mil hectares no sistema, nos primeiros seis meses. O Conserv é um mecanismo privado que busca remunerar financeiramente os produtores rurais da Amazônia Legal que preservam a mata nativa além do limite estipulado por lei. De acordo com o Código Florestal, os imóveis dessa região devem preservar entre 35% e 80% de sua área na forma de reserva legal.

Com novos contratos com produtores rurais do município de Sapezal, um dos principais pólos de produção de soja, algodão e milho do país, a iniciativa conta com exatos 8.410 hectares conservados com florestas.

De acordo com Jaime Muraro, um dos novos produtores rurais a aderir ao programa, mesmo que chova muito na sua fazenda não há problema de enchente por conta da mata ciliar que absorve a água. “A floresta tem tudo a ver com isso, com a preservação do clima, com a manutenção do ciclo da água. Tudo isso é ponto positivo para nós”, afirma o produtor

Coordenado pelo IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), em parceria com o Woodwell Climate Research Center e o EDF (Environmental Defense Fund), o Conserve espera reunir pelo menos 20 mil hectares em sua iniciativa.

Agtech do Paraná desenvolve solução para gerenciamento de pasto

Wenderson Araújo/CNA

A agtech Gerente de Pasto, que nasceu em Maringá (PR), criou um software para a gestão de pasto que visa ampliar a margem de lucro do pecuarista. Com o software abastecido com informações da propriedade, o pasto é “transformado em números”, facilitando a visualização de informações que ajudam na tomada de decisões.

A solução criada pelos zootecnistas Josmar Almeida Junior, Bruno Shigueo Iwamoto e Edmar Pauliqui Peluso gerencia a alimentação do gado, o manejo da pastagem estabelecendo a melhor estrutura de uso do capim e adubação por exemplo, determinando as melhores lotações. “Neste ano, nós remodelamos o app através de serviços que alcançamos via Sebraetec. O app ficou muito mais intuitivo e com perfil de monitoramento, o que ajuda o usuário a ficar mais familiarizado com a ferramenta”, diz Iwamoto. O software, que já é utilizado por 150 fazendas no Brasil, Paraguai e Bolívia, permite o controle via celular.

Agropalma deve dobrar produção nos próximos cinco anos

A Agropalma, que pertence ao conglomerado Alfa, composto por empresas do setor financeiro, hotéis, alimentos, comunicação, indústria de couros e agro, anunciou que pretende dobrar a produção de palma em cinco anos. Atualmente, a empresa que tem plantações no Pará e é a maior produtora de óleo de palma da América Latina, quer sair de 16 toneladas de palma por hectare, para 25 toneladas.

 A empresa não divulgou valores, mas pretende investir em toda a cadeia: do campo à infraestrutura e tecnologia. ” Hoje, temos um total de 107 mil hectares, sendo uma área preservada de 64 mil hectares, incluindo programas de monitoramento e proteção da biodiversidade”, afirma Beny Fiterman, presidente das Empresas Não Financeiras do Conglomerado Alfa e presidente do Grupo Agropalma. “Para isso [aumento da produção], estamos adotando algumas medidas para melhorias de processos em diversas áreas. Entre as ações estão o controle rigoroso de plantas daninhas, elevação do PH do solo para maximizar a absorção de nutrientes das plantas, eliminação de plantas não-produtivas, adoção de poda e nutrição balanceada para todo o plantio.

Minerva Fine Foods recebe nota Tier 1 em certificação da YUM! Brands

A Minerva Foods, com sede Barretos (SP), e maior exportadora de carne bovina na América do Sul, recebeu a nota Tier 1 na certificação da Yum! Brands, responsável por grandes marcas internacionais, como Pizza Hut, Taco Bell e KFC.

A certificação analisa mais de 450 itens ligados à segurança dos alimentos e qualidade de produção, avaliando parâmetros sensoriais químicos e físicos dos produtos processados. “O reconhecimento é fruto de um trabalho consistente que realizamos para garantir o melhor e mais seguro processamento dos produtos que comercializamos”, avalia  Michele Mazzi Palioto, gerente de qualidade da Minerva.

SuperFrio avança em seu plano de aquisições com a compra a LogFrio

Divulgação
A SuperFrio, empresa controlada pelo Pátria Investimentos e que é líder da indústria de logística frigorificada na América do Sul, anunciou a aquisição da LogFrio, do segmento de operações logísticas integradas que atende empresas de cozinha industrial no país. Em 2020, a SuperFrio faturou R$ 198 milhões, 42,4% acima do ano anterior.

A LogFrio, que atua em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Ceará, tem mais de 30 anos de mercado e no currículo estão grandes eventos esportivos e de entretenimento como Rock in Rio, Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas do Rio de Janeiro. A SuperFrio não divulgou o valor da compra, mas as negociações corriam desde 2017. Com forte presença nos mercados de agronegócio, food service, proteína, alimentos industrializados e varejo, agora ela entra no segmento de catering.

Nimbi lança canhoto digitalizado para o aplicativo Frete

Baseada em São Paulo, a Nimbi, empresa especializada em tecnologia de gerenciamento de cadeia logística, lançou uma nova funcionalidade em seu aplicativo Frete. A interface utilizada por motoristas agora possibilita a digitalização de canhotos de entrega dos fretes

A medida foi criada para eliminar a necessidade de canhotos impressos e agilizar a comprovação da entrega. “A tecnologia garante ganho de tempo, elimina a burocracia e perdas do canhoto, além de agilizar o recebimento do caminhoneiro e o fluxo de caixa da transportadora”, diz Carolina Cabral, sócia diretora da empresa.

A plataforma de “Gestão de Fretes” faz o gerenciamento completo do transporte de carga em uma única ferramenta, integrando todo o processo de planejamento de viagem, negociação, emissão de documentos, monitoramento de viagem, pagamentos e antecipação de recebíveis.

Basf  apoia biodiesel a partir de óleo residual

Divulgação

Com a montagem de uma miniusina no laboratório da UFT (Universidade Federal do Tocantins), um grupo de professores do curso de graduação em química ambiental e do programa de pós-graduação em química está pesquisando como produzir biodiesel a partir de óleo e gordura residual. A coleta da matéria-prima ocorre em feiras livres e restaurantes.

O  grupo tem o apoio da Basf, empresa química produtora do metilato de sódio, catalisador usado para melhorar a produção e a qualidade do biodiesel.  “É um projeto que inclui proteção ao meio ambiente com a produção de um combustível menos poluente, além de evitar o descarte de óleo e promover a economia circular”, avalia Alejandro Bossio, gerente sênior de Metilato de Sódio para a América do Sul. “Para a Basf, a sustentabilidade é um dos pilares estratégicos e um compromisso constante que permeia todo o nosso trabalho.”

Bayer e Omega Energia assinam acordo para baixar emissão de CO2

Multinacional alemã da área de saúde e nutrição, a Bayer anunciou um acordo com a Omega Energia, maior empresa de energia limpa do Brasil. Com duração de 10 anos, o contrato garante que a energia elétrica consumida por unidades da empresa em Uberlândia, Cachoeira Dourada e Paracatu (MG), Itaí e Paulínia (SP), Campo Verde (MT), Petrolina (PE) e Belford Roxo (RJ) seja totalmente gerada de matriz eólica ou solar, portanto renovável.

A expectativa é que o projeto ajude a evitar a emissão de cerca de 100 mil toneladas de CO2. “Estamos muitos felizes por fazer parte desse novo passo de sustentabilidade da Bayer, que tem sua história de tradição reconhecida em todo o mundo e, assim como a Omega, preza pela boa gestão dos critérios ESG e entende sua responsabilidade no processo de preservação ambiental global”, afirma Fabiana Polido, Diretora Comercial da Omega Energia. A Bayer é signatária do Pacto Global, proposta criada  pela Organização das Nações Unidas para encorajar empresas a adotar políticas de ESG.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).