Avicultores ligados à BRF de Lucas do Rio Verde decidem parar por melhores preços

A decisão foi feita em meio a reivindicações por reajustes de preços devido ao aumento de custos.

Redação
Compartilhe esta publicação:
andresr/Getty Images
andresr/Getty Images

Com aumento nas despesas operacionais das granjas, como combustíveis e energia elétrica, os integrados solicitam elevação de 10% a 12% no preço pago pelo animal

Acessibilidade


Os produtores de frango integrados à BRF localizada em Lucas do Rio Verde (MT) decidiram em assembleia paralisar os alojamentos de pintainhos para engorda e abates a partir da próxima segunda-feira (14), em meio a reivindicações por reajustes de preços devido ao aumento de custos, conforme associação local.

Com aumento nas despesas operacionais das granjas, como combustíveis e energia elétrica, os integrados solicitam elevação de 10% a 12% no preço pago pelo animal, disse à Reuters o diretor executivo da Appa (Associação de Produtores de Proteína Animal), Pablo Artifon, que também coordena a comissão municipal Cadec, responsável pelas negociações entre o setor produtivo e a companhia.

LEIA TAMBÉM: BRF inicia recompra de bonds com vencimento em 2030

Segundo ele, os custos que estão pesando mais são os operacionais, já que ração é fornecida pela BRF.

Procurada, a BRF não respondeu de imeadiato a um pedido de comentários e a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) não tinha informação sobre o assunto. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: