JBS fará oferta 'off-market' por empresa de aquicultura Huon

JBS pretende adquirir 100% das ações da companhia australiana por AU$ 3,85 por papel

Redação
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

A JBS havia anunciado no início do mês um acordo de R$ 2,1 bilhões para a compra da Huon, a fim de marcar sua entrada no setor de aquicultura

Acessibilidade


A JBS informou hoje (20) que pretende realizar uma oferta condicional “off-martket” para adquirir 100% das ações ordinárias da companhia australiana de aquicultura Huon por AU$ 3,85 por papel, em atualização de oferta anunciada no início deste mês.

Segundo a empresa de alimentos brasileira, o movimento ocorre mediante recomendações para que a aquisição seja realizada no formato delimitado pelo capítulo 6 do Corporations Act 2001 da Austrália. A oferta, disse a companhia, será feita por sua subsidiária JBS Australia.

LEIA TAMBÉM: Consumo termelétrico de gás dispara 62% no 1º semestre; Petrobras eleva a oferta

“A oferta ocorrerá em paralelo, mas não em substituição à proposta de aquisição de 100% das ações ordinárias da Huon por um arranjo ‘way of schemes’, por AU$ 3,85 por papel em dinheiro, anunciada em 6 de agosto”, afirmou a JBS em comunicado.

Na ocasião, a companhia brasileira havia anunciado um acordo de R$ 2,1 bilhões baseado na compra de ações da Huon por AU$ 3,85 por papel, em negócio marca a entrada da JBS no setor de aquicultura.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A oferta apresenta uma oportunidade atraente para os acionistas da Huon e dá a eles maior certeza na obtenção do preço ofertado de AU$ 3,85 em dinheiro, independentemente de o (arranjo por) ‘schemes’ proceder”, acrescentou a companhia. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: