País vai exportar 60 mil toneladas de arroz para Cuba, mesmo volume de todo o ano passado

Nos próximos dias também deve ser fechada uma exportação de arroz com casca.

Redação
Compartilhe esta publicação:
 Flavio Coelho/Getty Images
Flavio Coelho/Getty Images

Os embarques de arroz do Brasil estão mais lentos este ano ante 2020

Acessibilidade


O Brasil deverá exportar 60 mil toneladas de arroz beneficiado a Cuba em setembro, informou hoje (15) a Federação das Federraroz (Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul).

O volume é equivalente ao total de arroz brasileiro embarcado para Cuba em todo o ano passado, quando as exportações somaram 60,6 mil toneladas para o país caribenho, segundo dados do governo brasileiro.

LEIA TAMBÉM: Brasil deve fechar setembro com mais soja e milho exportados

No momento em que o preço do arroz no Rio Grande do Sul, maior produtor brasileiro, registra uma queda de quase 30% em relação ao valor do mesmo período do ano passado, segundo o indicador Esalq/Senar-RS, o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, disse que a notícia anima os agricultores e trará parâmetros ao mercado brasileiro.

Nos próximos dias também deve ser fechada uma exportação de arroz com casca, afirmou a associação, que não detalhou o destino e o volume no comunicado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Estes negócios de arroz beneficiado e a exportação que devemos confirmar de arroz em casca trazem parâmetros ao mercado interno. Estamos trabalhando para garantir um bom volume de exportação no ano de 2021”, disse ele em nota.

Os embarques de arroz do Brasil estão mais lentos este ano ante 2020, quando a pandemia colaborou para trazer compradores ao produto nacional.

De janeiro a agosto, os embarques do Brasil somaram pouco mais de 500 mil toneladas, enquanto no mês período de 2020 já superavam 1,1 milhão de toneladas, colaborando para uma disparada nos preços. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: