Trigo se firma em Chicago ante preocupação com oferta global; milho e soja avançam

O contrato mais ativo do trigo na bolsa de Chicago avançou 12 centavos de dólar para US$ 7,1775 o bushel.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Amira Karaoud/Reuters
Amira Karaoud/Reuters

Colheita de trigo em Kentucky, nos EUA

Acessibilidade


Os contratos futuros do trigo negociados em Chicago se firmaram ontem (23), fortalecidos pelas preocupações com a oferta global e um mercado futuro de aveia avançando, em meio aos impactos da seca sobre o abastecimento da América do Norte.

Milho e soja subiram, apoiados pelo trigo e pela aveia. O contrato mais ativo do trigo na bolsa de Chicago avançou 12 centavos de dólar para US$ 7,1775 o bushel. A soja ganhou 1,50 centavo de dólar para US$ 12,8425 o bushel e o milho subiu 3,75 centavos de dólar, a US$ 5,2925  o bushel. E a aveia –cultivada principalmente no Canadá, e nos Estados norte-americanos da Dakota do Norte e Montana– sofreu com uma seca severa que dizimou a produção.

LEIA TAMBÉM: Cade aprova aquisição de ações da BRF pela Marfrig sem restrições

“A safra caiu pela metade”, disse Jeff French, dono da Ag Hedgers. “Acho que vai subir mais. A aveia está liderando o caminho.”

Os futuros do milho se firmaram apesar de uma colheita em rápido progresso em grande parte do Meio-Oeste dos EUA.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Tudo está começando a secar muito rápido agora”, disse Mark Schultz, analista-chefe da Northstar Commodity.

À medida que os agricultores colhem, uma oferta anteriormente restrita de milho e soja está mais uma vez em foco, evidenciada por uma base de caixa firme em todo o Meio-Oeste dos EUA, disse Schultz.

Enquanto isso, as vendas de exportação dos EUA se firmaram com a volta das operação dos terminais de exportação do Golfo danificados pelo furacão Ida.

VEJA MAIS: China quer produzir menos matrizes suínas entre 2021-2025 para estabilizar preços

As vendas de exportação de soja na semana passada totalizaram 912.900 toneladas, perto do limite máximo das previsões do mercado, que variaram de 500 mil a 1,1 milhão de toneladas, de acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês).[EXP/SOY]

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: