AgroRound: JBS, Bayer, Klabin, Grupo Mantiqueira e outras notícias do campo

Confira parcerias, lançamentos e anúncios que marcaram o setor na última semana.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


A JBS, empresa brasileira de produção de alimentos, firmou um acordo para adquirir o controle da startup espanhola BioTech Foods, fundada em 2017 com foco no desenvolvimento de biotecnologia para a produção de proteína cultivada. A operação marca a entrada da companhia nesse setor, área que consiste na produção de alimentos a partir de células animais.

No total, a empresa está investindo US$ 100 milhões em dois projetos: construção de uma nova fábrica na Espanha para dar escala à produção e a implantação do primeiro Centro de Pesquisa & Desenvolvimento em Proteína Cultivada no Brasil.

LEIA TAMBÉM: Brasil faz 1º embarque de café carbono neutro, produtor recebe prêmio em dobro

A startup adquirida por valor não divulgado opera uma planta-piloto na cidade de San Sebastián e tem a expectativa de iniciar a produção comercial em meados de 2024, com a construção dessa nova unidade fabril. O investimento para a nova instalação é estimado em em US$ 41 milhões.

Com o acordo, ambas as empresas unem forças tecnológica e estruturais para crescer no mercado de proteína cultivada. “Unindo o conhecimento tecnológico com nossa capacidade de produção, seremos capazes de acelerar o desenvolvimento do mercado de proteína cultivada”, afirma Gilberto Tomazoni, CEO Global da JBS.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

John Deere e The Nature Conservancy vão incentivar a agricultura regenerativa no Brasil

A multinacional norte-americana de máquinas agrícolas John Deere e a TNC (The Nature Conservancy), ONG de conservação da biodiversidade, anunciaram um acordo de colaboração para incentivar a auxiliar produtores a tornarem seus territórios produtivos sustentáveis e regenerativos.

O projeto testará soluções em 100 fazendas de pequenos e médios produtores do Vale do Araguaia — região de Cerrado formada pelos estados de Mato Grosso, Goiás e Tocantins.

“Em sua estratégia de conservação, a TNC selecionou territórios prioritários para atuação, para testar soluções que deverão ganhar escala nos próximos anos”, comenta Julia Mangueira, gerente adjunta da estratégia de agricultura sustentável da TNC no Brasil. “Os próximos anos serão cruciais para a conservação da biodiversidade, dos recursos naturais e para as mudanças climáticas. Precisamos dar escala às soluções e fomentar territórios produtivos sustentáveis, com justiça social e práticas regenerativas de produção. Esse projeto irá ajudar a TNC a implementar sua missão no território do Araguaia”.

A colaboração para sistemas alimentares sustentáveis entre a empresa e a organização prevê o alcance de 55 mil hectares de terras agrícolas em processo de implantação dos sistemas integrados de produção, a ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta).

A parceria tem duração de quatro anos.

Clube Agro Brasil e FieldPro levará inteligência climática para 42 mil produtores rurais

Burak Karademir/Getty

O Clube Agro Brasil, programa de relacionamento multimarcas do setor que conecta indústria, canais de venda e produtores rurais, firmou uma parceria com a startup de inteligência climática FieldPRO, que capacita produtores rurais a melhorar suas operações que são influenciadas pelas condições ambientais.

A startup ajuda o produtor em resultados que podem ser acessados por aplicativo ou desktop, e são baseados no monitoramento terrestre. Com a parceria, o produtor que usar a tecnologia por um ano acumula pontos para trocar por outros produtos ou serviços.

Em um ano de operação, o Clube Agro já conta cerca de 60 canais associados, 42 mil produtores rurais cadastrados, 200 mil notas fiscais registradas e cerca de R$ 2 bilhões transacionados.

Bacio di Latte e Nespresso Professional falam em experiência italiana ao consumidor

A Bacio di Latte, gelateria fundada em São Paulo, se une a Nespresso Professional, marca da suíça Nestlé, para adotar os cafés em cápsula em suas 90 unidades espalhadas pelo Brasil.

“Nos últimos 10 anos adicionamos em nosso cardápio receitas com café, mas esta é a primeira vez que utilizamos do método porcionado”, afirma Fabio Medeiros, diretor de marketing da Bacio di Latte. “Além da qualidade dos produtos, o compromisso com a sustentabilidade foi um fator relevante na escolha da Nespresso como nosso parceiro.”

A sorveteria servirá os diferentes sabores de café de sua nova parceira e também deve oferecer receitas como o affogato, sobremesa italiano que une a bebida ao doce.

Projeto Pecuária do Conhecimento completa 10 anos
Criado pela Phibro, empresa de saúde animal, com a Apta (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) em 2011, o projeto “Pecuária do Conhecimento” está completando 10 anos.

Conduzido pelo Polo Regional de Desenvolvimento de Tecnologias dos Agronegócios da Alta Mogiana, em Colina (SP), a iniciativa que se dedica à divulgação de tecnologias para melhorar a produtividade da cadeia da carne bovina já treinou e capacitou cerca de 2,1 mil pessoas.

“O projeto tem intensa procura por empresas de nutrição animal, técnicos e produtores, especialmente por sua metodologia, que mistura prática e teoria: primeiro na sala de aula, depois no campo”, afirma Mauricio Graziani, presidente da Phibro no Brasil.

TMG investe cerca de R$ 1 bilhão em pesquisa e desenvolvimento

A TMG (Tropical Melhoramento & Genética), empresa sediada em Cambé (PR) que oferece soluções genéticas de algodão, soja e milho, divulgou um plano de investimentos em pesquisa e desenvolvimento até 2031. Com R$ 1 bilhão, a empresa espera investir em diversas iniciativas nos próximos 10 anos.

“Atualmente, temos cultivares em soja e algodão, além de pesquisas em milho. Os recursos serão aplicados em estudos de edição genética de soja, principalmente, com resistência à ferrugem e alta produtividade. Na cotonicultura, o foco será desenvolver uma variedade geneticamente modificada tolerante ao bicudo, principal praga do algodão. A expectativa é de a variedade chegar ao mercado em até 10 anos”, Francisco Soares, presidente da TMG.

FS construirá terceira unidade de etanol de milho

A FS, produtora brasileira de etanol que utiliza milho na fabricação dos seus produtos, anunciou que construirá uma nova unidade em Primavera do Leste (MT). A empresa também anunciou que investirá em três outras usinas no Mato Grosso até 2026.

A unidade de Primavera do Leste será construída em duas etapas. O investimento previsto é de R$ 2,3 bilhões e irá gerar cerca de 8 mil empregos indiretos durante as obras e 500 empregos diretos e indiretos quando iniciar as operações. Os trabalhos de terraplanagem já foram iniciados e a capacidade total de produção da planta, prevista para 2023, será de 585 milhões de litros de etanol por ano

Atualmente, a empresa tem capacidade produtiva de 1,4 bilhão de litros de etanol/ano. Em cinco anos, a meta é atingir 5 bilhões de litros de etanol por ano.

Grupo Mantiqueira responde por 70% do volume de exportações de ovos do país

Divulgação

O Grupo Mantiqueira, maior produtora de ovos do Brasil, fundada em Itanhandu (MG), é responsável por 70% das exportações de ovos do país. Segundo a Secex (Secretaria de Comércio Exterior), as exportações de ovos (in natura e processados) renderam US$ 1,4 milhão em outubro, somando 819 toneladas.

A empresa exportou cerca de 180 mil caixas, das 255 mil exportadas pelo Brasil de janeiro até outubro de 2021.

“A Mantiqueira triplicou as exportações, em relação ao mesmo período de 2020. A empresa tem feito um volume grande, sendo 100% para Hong Kong e Emirados Árabes”, explica Leandro Pinto, presidente do grupo. “Queremos transformar este mercado, assim como foi com a carne e o frango, mesmo com o desafio grande em logística, pois os ovos não são congelados, como as demais proteínas. Acreditamos que a exportação é um caminho a ser trilhado pela avicultura de postura, assim como foi com o frango e o boi.”

Bayer e Microsoft firmam parceria para otimizar recursos digitais

A Bayer, empresa química alemã, fechou na última quarta-feira (17) uma parceria com a gigante de tecnologia Microsoft. O objetivo é trazer novas infraestruturas e competências que ajudem a acelerar a inovação, aumentar a eficiência e apoiar a sustentabilidade em todas as cadeias de valor.

“Essa parceria se forma em um momento único em que a inovação é extremamente necessária em toda a cadeia de valor de alimentos e fibras”, disse Liam Condon, membro do conselho de administração da Bayer e presidente da Bayer Crop Science, que deixa o cargo no final deste ano, indo para o seu posto o brasileiro Rodrigo Santos. “Frente a um cenário de pandemia global, cadeias de fornecimento fragilizadas e catástrofes climáticas, manter o que existe hoje não será suficiente. Precisamos de colaboração, visão compartilhada e ação.”

A parceria é um passo da empresa de químicos para atingir sua meta de gerar negócios apoiados no digital em divisão agrícola até 2030 e acelerar sua capacidade de oferecer aos clientes resultados que tenham a digitalização como base.

Klabin integra novamente o Índice Dow Jones de sustentabilidade

A Klabin, produtora e exportadora brasileira de papéis, integra pela segunda vez consecutiva o DSJI (Índice Dow Jones de Sustentabilidade). O indicador é considerado uma das principais referências de boas práticas de sustentabilidade para empresas listadas na bolsa de valores.

“Permanecer no Índice Dow Jones é um indicador importante de que estamos no caminho certo, engajados na preservação do meio ambiente, no cuidado com as pessoas e na eficiência da utilização de recursos naturais e financeiros, confirmando nosso propósito de participar da construção de uma economia renovável, que prioriza a prosperidade do planeta e a criação de valor compartilhado”, afirma Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade e Projetos da Klabin.

A empresa permanece em duas carteiras: Índice Mundial e Índice de Mercados Emergentes. O reconhecimento no Dow Jones Sustainability Index vem logo após participação da Klabin na COP-26, como única empresa latino-americana a integrar o COP-26 Business Leaders, grupo responsável por difundir e engajar o setor privado no tema das mudanças climáticas.

Compartilhe esta publicação: