CMN realoca ao setor cafeeiro recursos antes destinados a atingidos por geadas

Recursos eram anteriormente destinados para apoiar os cafeicultores que tiveram suas lavouras atingidas pelas geadas em julho deste ano.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Roosevelt Cassio/Reuters
Roosevelt Cassio/Reuters

Inspeção de safra afetada pela geada em Varginha, Minas Gerais, Brasil.

Acessibilidade


O Conselho Monetário Nacional (CMN) informou na última quinta-feira (25) que realocou ao setor cafeeiro R$ 664 milhões em recursos antes destinados para apoiar os cafeicultores que tiveram suas lavouras atingidas pelas geadas em julho deste ano.

O governo havia direcionado R$ 1,3 bilhão para socorrer os produtores afetados pelo fenômeno climático.

SAIBA MAIS: Escassez de fertilizantes pressiona fazendas da América do Norte

“No entanto, após acolhidas todas as demandas de recursos dos agentes financeiros para operacionalização do financiamento para a recuperação de cafezais danificados, restaram 664.104.400,00 de reais”, disse a nota do Ministério da Economia.

Por solicitação do Ministério da Agricultura, o CMN realocou o referido valor entre as demais linhas de crédito do Funcafé, acrescentou o ministério. (Com Forbes)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

 

Compartilhe esta publicação: