Importações de carne pela China caíram para mínima de 20 meses em outubro

As importações de outubro também diminuíram em relação às 694 mil toneladas trazidas em setembro.

Redação
Compartilhe esta publicação:

A China viu desembarques de 664 mil toneladas de carne em outubro, queda de 12,8% em comparação ao mesmo mês do ano anterior, de acordo com a Administração Geral das Alfândegas, o menor volume desde fevereiro de 2020.

Acessibilidade


Os desembarques nos primeiros 10 meses de 2021 foram de 8,05 milhões de toneladas, queda de 1,5% ante os volumes do ano passado, mostraram os dados.

As importações de outubro também diminuíram em relação às 694 mil toneladas trazidas em setembro.

A maior parte das importações de carne da China é de cortes de porco, mas os preços domésticos despencaram este ano,depois que um aumento na produção após a devastadora epidemia de peste suína africana superou a demanda.

Embora os preços da carne suína tenham subido em outubro à medida que o clima mais frio impulsionou o consumo, eles ainda estão menos da metade do que eram no início do ano, ou cerca de 21 iuanes (3,28 dólares) por quilo nos mercados atacadistas.

Pequim pediu aos agricultores que se livrem de algumas porcas e não se apressem em expandir baseados no recente rali, com o excesso de produção previsto para continuar no próximo ano.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

(Com Reuters)

 

Compartilhe esta publicação: