OIA reduz projeção de déficit global de açúcar para 2,55 milhões de toneladas em 2021/22

O órgão intergovernamental havia previsto anteriormente um déficit global de açúcar de 3,85 milhões em 2021/22.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

O órgão intergovernamental havia previsto anteriormente um déficit global de açúcar de 3,85 milhões em 2021/22

Acessibilidade


A Organização Internacional do Açúcar (OIA) previu nesta quinta-feira (18) um déficit global de açúcar de 2,55 milhões de toneladas na temporada 2021/22, com uma perspectiva reduzida para o consumo diminuindo o tamanho de um saldo negativo antecipado.

O órgão intergovernamental havia previsto anteriormente um déficit global de açúcar de 3,85 milhões em 2021/22.

O OIA, em uma perspectiva de mercado trimestral, colocou o consumo global em 2021/22 em 173,03 milhões de toneladas, menos 1,44 milhão ante sua projeção anterior divulgada em agosto, mas ainda 1,2% acima da temporada anterior.

“As revisões para baixo nos totais de consumo nacional relatados pelos governos se refletiram nesses números mais recentes, com menor turismo, distúrbios domésticos e mudanças nos padrões de consumo como fatores contribuintes”, afirmou a OIA.

A produção global de açúcar em 2021/22 foi reduzida em 185 mil toneladas, para 170,47 milhões de toneladas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os estoques finais foram estimados em 93,25 milhões de toneladas, ane 96,74 milhões no ano anterior.

“A pandemia global Covid-19 mudou as percepções sobre os estoques globais nos últimos dois anos. O balanço final previsto… deve confirmar uma reserva substancial”, disse a OIA.

“No entanto, o desejo de manter estoques está se mostrando forte e provavelmente será um fator chave para o restante do atual ciclo 2021/22.”

Compartilhe esta publicação: