Distribuidoras de combustíveis cumprem 96,8% das metas de CBios de 2021

Créditos de descarbonização, baseados na sustentabilidade do etanol, foram comprados por 118 distribuidores de combustíveis .

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Agência_Brasil
Agência_Brasil

Créditos de descarbonização estão baseados na sustentabilidade ambiental do cultivo de cana-de-açúcar

Acessibilidade


As distribuidoras de combustíveis do Brasil aposentaram 24.405.193 créditos de descarbonização (Cbios), em 2021 , no âmbito do programa RenovaBio, informou hoje (6) a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Os Cbios estão baseados na sustentabilidade ambiental do cultivo de cana-de-açúcar.

A cifra corresponde a 96,8% do total das metas individuais atribuídas a eles pela ANP, e a 98,2% da meta global estabelecida pelo
CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) para 2021.

LEIA TAMBÉM: Hiperautomação no campo: 4 perguntas que vão ajudar na decisão em 2022

“Dos 142 distribuidores de combustíveis com metas fixadas para 2021, 118 a cumpriram integralmente ou acima de 85%, encaixando-se na norma que permite comprovação dos 15% restantes no ano seguinte”, disse a agência.

Cada crédito, com emissão por produtores de etanol e biodiesel, representa uma tonelada de dióxido de carbono que deixa de ser emitida. As distribuidoras de combustíveis são obrigadas a comprá-los conforme metas anuais.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A metas individuais dos distribuidores foram calculadas pela ANP a partir da meta compulsória anual global, de 24,86 milhões de créditos de descarbonização, informou.

Compartilhe esta publicação: