Brasileira Vanusia Nogueira será 1ª mulher a chefiar Organização Internacional do Café

Nogueira substituirá outro brasileiro, José Sette, que estava à frente da organização desde 2017..

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Divulgação_BSCA
Divulgação_BSCA

Vanusia Nogueira foi eleita hoje a número um da Organização Internacional do Café

Acessibilidade


Os países membros da OIC (Organização Internacional do Café), principal órgão intergovernamental que trata das questões globais do produto agrícola, elegeram hoje (10) a cafeicultora brasileira Vanusia Nogueira como a nova diretora-executiva, a primeira mulher a liderar a entidade.

A mudança na Organização Internacional do Café acontece à medida que aumenta a pressão na indústria global de café, bem como em outros setores de processamento de alimentos, como o cacau, por um ambiente mais sustentável e justo, principalmente no que diz respeito aos agricultores.

VEJA TAMBÉM: Sustentabilidade precisa ir além do discurso

Os cafeicultores de todo o mundo vêm sofrendo pressão nos últimos anos devido ao retorno financeiro insuficiente da atividade, o que tem causado o abandono de fazendas em lugares como a América Central, aumentando os fluxos de imigração ilegal para os Estados Unidos.

Mas os preços subiram para um pico de 10 anos nas últimas semanas, depois que o clima severo prejudicou a produção no maior produtor do Brasil no ano passado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Nogueira substituirá outro brasileiro, José Sette, que estava à frente da organização desde 2017.

Ela disse em um comunicado que está ciente dos desafios que o setor enfrenta.

“Vamos buscar a coordenação setorial para trabalhar em questões prioritárias como renda próspera e bem-estar para cobrir custos e possibilitar uma vida digna aos produtores”, disse ela.

A nova líder afirmou que espera trabalhar para ampliar a transparência do mercado, propor e implementar políticas globais de financiamento, com foco na produção e fornecimento sustentáveis, bem como no consumo responsável.

Nogueira vem de uma família tradicional produtora de café no Brasil e já dirigiu a associação de cafés especiais do país. Ela também esteve entre os organizadores do Fórum Mundial de Produtores de Café (WCPF), sem fins lucrativos.

Compartilhe esta publicação: