Índia se prepara para exportar mais trigo aos mercados impactados pelo guerra na Ucrânia

Apesar dos excedentes de estoques de trigo, gargalos logísticos já impediram os esforços da Índia de vender grandes volumes.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Danish Siddiqui/Reuters
Danish Siddiqui/Reuters

A crise alimentar global desencadeada pela invasão da Ucrânia pela Rússia se intensifica a cada dia

Acessibilidade


A Índia está lançando medidas para ajudar o país a se tornar um grande exportador de trigo de alta qualidade, num momento em que importadores lutam por suprimentos após a invasão da Ucrânia pela Rússia, disseram duas fontes do governo.

Os passos a serem implementados em cerca de duas semanas incluem garantias de que laboratórios aprovados pelo governo testem a qualidade do trigo para exportação, vagões extras para transporte e prioridade nos portos para exportações de trigo, disseram as fontes.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Índia, o maior produtor de trigo do mundo depois da China, vem buscando acordos para exportar trigo e aproveitar os estoques excedentes e um forte aumento nos preços globais.

O país vê a ruptura causada pelo conflito envolvendo a Rússia, maior exportador mundial de trigo, e a Ucrânia, outro importante fornecedor, como uma oportunidade de vender seu trigo no mercado mundial.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Apesar dos excedentes de estoques de trigo, gargalos logísticos e preocupações com a qualidade já impediram os esforços da Índia de vender grandes volumes no mercado mundial.

As exportações indianas aumentaram no ano passado para atingir 6,12 milhões de toneladas de trigo, ante 1,12 milhão de toneladas no ano anterior.

As fontes do governo disseram à Reuters que as novas medidas podem resultar na exportação de 10 milhões de toneladas de trigo após o início da colheita da nova temporada neste mês.

Compartilhe esta publicação: