China suspende compra de carne de unidades de JBS, Marfrig e Naturafrig por uma semana

De acordo com o comunicado, técnicos identificaram a presença de ácido nucleico do novo Covid-19 na embalagem de quatro lotes de produtos.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

A decisão afeta quatro unidades localizadas no Mato Grosso e em São Paulo e entrará em vigor no sábado

Acessibilidade


A Administração Geral de Aduanas da China (GACC) suspendeu por uma semana as importações de três exportadores brasileiros de carne bovina – JBS SA, Marfrig e Naturafrig -, informou o jornal Valor Econômico, citando uma comunicado enviado à embaixada do Brasil em Pequim.

A decisão afeta quatro unidades localizadas no Mato Grosso e em São Paulo e entrará em vigor no sábado.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

De acordo com o comunicado, os técnicos identificaram a presença de ácido nucleico do novo Covid-19 na embalagem externa de quatro lotes de produtos congelados dessas empresas enviados para a China.

A decisão afeta o frigorífico da JBS em Barra do Garças, no Mato Grosso, e as unidades da Marfrig em Várzea Grande, no Mato Grosso, e Promissão, em São Paulo, e o frigorífico da Naturafrig em Pirapozinho, também no Estado de São Paulo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As empresas não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

Na semana passada, a GACC suspendeu as importações de duas unidades brasileiras de carne bovina e uma produtora de aves, também por uma semana, a partir de 8 de abril. Essa proibição envolveu unidades de carne bovina da JBS em Goiás e da Marfrig no Mato Grosso e uma unidade de frango em São Paulo de propriedade da Zanchetta.

Compartilhe esta publicação: