Exportação de carne bovina do Brasil supera 200 mil toneladas em março e bate recorde

A China continua liderando as importações, com um total de 188.236 toneladas no trimestre (+30,6%)..

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

O desempenho de março ficou atrás apenas das movimentações registrada em setembro e agosto de 2021

Acessibilidade


As exportações totais de carne bovina atingiram 203,49 mil toneladas em março, alta de 28% no comparativo anual e um novo recorde para o mês, disse a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo) nesta sexta-feira.

A receita de vendas externas –considerando produtos in natura e processados– cresceu 57% no período, para 1,124 bilhão de dólares, também uma máxima histórica para março, disse a entidade com base em dados do governo federal.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“Além do crescimento das exportações, os preços médios do produto subiram de US$ 4.415  (por tonelada) no ano passado para 5.319 dólares, computando-se os primeiros três meses do ano”, disse a Abrafrigo em nota.

O desempenho de março ficou atrás apenas das movimentações registrada em setembro e agosto de 2021.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No primeiro trimestre de 2022, as exportações de carne bovina já somam 545.751 toneladas, 33% a mais do que em igual período de 2021. A receita acumulou 2,9 bilhões de dólares, elevação de 60%.

A China continua liderando as importações, com um total de 188.236 toneladas no trimestre (+30,6%).

“Quando somadas às vendas para Hong Kong, as exportações de carne bovina para a China totalizaram 275,3 mil toneladas e 1,658 bilhão de dólares, uma participação de 50,45% e 57,11%, respectivamente, em relação às exportações totais do primeiro trimestre.”

Ainda segundo a Abrafrigo, na segunda posição do trimestre vieram os Estados Unidos, com 69.799 toneladas (+395%). O Egito ficou em terceiro com 47.706 toneladas (+262%), enquanto Hong Kong sozinho teve compras de 29.566 toneladas (-49%), na quarta posição.

Compartilhe esta publicação: