Agro tem Valor Bruto da Produção estimado em R$ 1,236 trilhão para 2022

Aumento da produção das commodities agropecuárias e elevação de preços vêm puxando movimento financeiro dentro das propriedades

Redação
Compartilhe esta publicação:
lavoura de café com máquina colhendo o grão
Wenderson Araujo_Trilux_CNA

Café é uma das commodities que vem puxando o VBP para cima

Acessibilidade


O VBP (Valor Bruto da Produção Agropecuária) em 2022 deve alcançar R$ 1,236 trilhão, com base nas informações de safras do mês de abril. A estimativa mais recente foi anunciada hoje (16) pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). A projeção é 2,7% acima do valor obtido em 2021 (R$ 1,204 trilhão).

O faturamento bruto das lavouras soma R$ 881,2 bilhões (alta de 7,3%), e da pecuária R$ 355,7 bilhões (queda de -7,2%).

LEIA TAMBÉM: Propriedades rurais faturam R$ 1,129 trilhão e VBP bate recorde em 2021

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento.

Os produtos que estão puxando o crescimento do VBP são: café, cana-de-açúcar, algodão e milho, principalmente pelo o aumento da produção e o preços elevados (com exceção do milho). “No ano passado, estes representavam 36,8% do valor da produção total, e neste ano passaram a contribuir com 44,4 % do VBP. Os valores alcançados por esses quatro produtos são recordes numa série desde 1989”, informa nota da Secretaria de Política Agrícola do Mapa.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em relação à soja, os analistas apontam que a produção sofreu os impactos da estiagem no Sul do país e a retração de preços.

Já a queda do VBP da pecuária foi registrada na maior parte das atividades do setor, exceto na produção de ovos. “Os preços mais baixos estimularam essa redução. As exportações, que são uma variável chave para esse setor, vêm apresentando bons resultados para as carnes de frango e bovina. Estas têm obtido maior receita de exportações, e têm exportado quantidades superiores às do ano de 2021”.

Quanto aos resultados por estado, o Mato Grosso responde pelo maior percentual com 18,2%, seguido por São Paulo (12,7%), Paraná (11,7%) e Minas Gerais (11,6%). Juntos, os quatro estados representam 54,3% do valor da produção.

Compartilhe esta publicação: