Maior feira de raças zebuínas do mundo acontece em Uberaba, Minas Gerais

Exposição e venda de animais, material genético bovino, implementos e mostra de projetos pecuários segue até 8 de maio.

Redação
Compartilhe esta publicação:
VeraOndei
VeraOndei

Mostra faz avaliação de raças zebuínas e comercializa genética para o Brasil e o mundo

Acessibilidade


Depois da Agrishow, em Ribeirão Preto (SP), a maior feira tecnológica do agro, 170 quilômetros ao norte, já em Minas Gerais, em Uberaba, começou ontem (30) e vai até o dia 8, no próximo domingo, a 87ª Expozebu (Exposição Internacional das Raças Zebuínas), a maior feira do mundo para essa espécie bovina.

A movimentação do parque Fernando Costa, onde ocorre o evento, começou na quinta-feira, com o início dos leilões de gado e o ciclo de visitas do Projeto Zebu na Escola e Zebu na Universidade. Mas, a solenidade oficial de abertura foi neste sábado e contou com políticos, incluindo o presidente da república Jair Bolsonaro, uma presença tradicional não importando quem ocupe a cadeira.

LEIA MAIS: Agrishow movimenta recorde de R$ 11,23 bilhões no interior de São Paulo

Desde Getúlio Vargas (1882-1954), que inaugurou o parque em 1941, incluindo nomes como Juscelino Kubitschek, Ernesto Geisel, José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e Michel Temer, as únicas ausências dos palcos da Expozebu foram protagonizadas pelos presidentes Eurico Gaspar Dutra e Jânio Quadros.

A importância da feira promovida pela ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu) está no peso das raças zebuínas no rebanho brasileiro. Dos cerca de 200 milhões de animais criados no país, 80% são zebuínos ou têm a maior parte da carga genética dessas raças. Nelore, a principal delas, mais tabapuã, brahman, gir, sindi e o Guzerá são as responsáveis pelo sucesso da pecuária brasileira, que se tornou a maior exportadora de carne bovina do mundo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Segundo dados da Comex Stat, o sistema oficial de dados sobre comércio externo, foram exportadas 1,56 milhão de toneladas de carne por US$ 7,96 bilhões em 2021, sendo a China o principal destino. Mas é o mercado interno o grande cliente desse setor. As vendas externas representam cerca de 30% do volume de carne, o restante vai para a mesa do brasileiro.

Divulgação
Divulgação

Abertura da feira contou com a presença de políticos e de autoridades, como é da tradição da Expozebu

Assim como ocorreu para as demais feiras, as duas últimas edições foram impactadas pela pandemia. A mostra foi online. “A ExpoZebu 2022 marca a retomada do nosso evento presencial e a expectativa era muito grande. Diante disso, resolvemos não só abrir os portões do parque Fernando Costa, como também a nossa pista de julgamentos, para que o público acompanhasse a abertura oficial bem de perto, o que há muitos anos não acontecia”, disse Rivaldo Machado Borges Júnior, presidente da ABCZ. “Foi emocionante ver a população de volta ao nosso parque, como também os importantes passos que demos em prol do desenvolvimento do nosso setor.” A ABCZ, responsável pelo registro dos animais das raças zebuínas, é a maior entidade de classe no setor, com 23 mil pecuaristas associados.

Com uma extensa programação de leilões e de comércio de material genético, inclusive a pecuaristas de outros países que visitam a feira, a previsão é de R$ 300 milhões em receitas. Na programação estão 43 eventos comerciais, entre leilões e shoppings, importantes lançamentos e inaugurações.

Os primeiros remates registraram uma receita de R$ 12 milhões, com valor médio de R$ 47.633,07, o que representa um crescimento de 30,38% em relação à média registrada pelos leilões da ExpoZebu 2021. No total, já foram comercializados 251 animais, em 240 lotes. Outros cinco eventos estão na agenda deste domingo (1°).

Compartilhe esta publicação: