Trigo dispara em Chicago à medida que perspectivas para exportação da Ucrânia diminuem

As preocupações com os suprimentos da região do Mar Negro também aumentaram com a notícia de que a Rússia havia atacado a capital da Ucrânia

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Eduard Korniyenko/Reuters
Eduard Korniyenko/Reuters

A força do trigo se espalhou para o mercado de milho, que estava a caminho de quebrar uma série de quatro sessões negativas consecutivas

Acessibilidade


Os contratos futuros de trigo dos EUA subiram 6,3% hoje (6), apoiados por preocupações com longas interrupções nos embarques da Ucrânia, à medida que os combates se intensificavam naquele importante país exportador de grãos.

A força do trigo se espalhou para o mercado de milho, que estava a caminho de quebrar uma série de quatro sessões negativas consecutivas, enquanto a soja estava quase inalterada.

As preocupações com os suprimentos da região do Mar Negro também aumentaram com a notícia de que a Rússia havia atacado a capital da Ucrânia, Kiev, pela primeira vez em mais de um mês.

“O ataque minou a credibilidade das alegações da Rússia de que não tinha intenção de bloquear o fluxo de commodities alimentares para fora dos portos da Ucrânia”, disse Arlan Suderman, economista-chefe de commodities da corretora StoneX, em nota aos clientes.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse na segunda-feira que pode haver até 75 milhões de toneladas de grãos estocados na Ucrânia até este outono no hemisfério norte, e que Kiev quer armas que possam garantir a passagem segura de suas exportações.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: